Eclipse lunar penumbral será visível em Portugal esta sexta-feira

Na sexta-feira 10 de janeiro, vamos poder observar nas primeiras horas do anoitecer um eclipse penumbral. Ainda que sejam menos famosos que os eclipses parciais e totais, a sua origem é muito interessante. Saiba tudo aqui.

Alfredo Graça Alfredo Graça 09 Jan. 2020 - 17:22 UTC


Eclipse Lua
Em princípio, as condições do estado do tempo vão permitir a observação do eclipse lunar penumbral no dia 10.

2020 será um ano recheado de fascinantes eventos astronómicos para contemplarmos o céu noturno. Desde superluas e eclipses lunares e solares, a chuvas de estrelas e conjunções de planetas, o primeiro evento do ano está já aí à porta.

A 10 de janeiro teremos um eclipse lunar penumbral que será visível a partir de Portugal. O último eclipse lunar visível desde Portugal ocorreu a 16 de julho de 2019 e o próximo será a 6 de junho de 2020.

O que é um eclipse penumbral?

O eclipse penumbral da Lua, segundo o Observatório Astronómico de Lisboa, é um fenómeno astronómico que ocorre quando a lua entra na região da penumbra da Terra, e resulta numa variação do brilho da lua. Isto sucede quando a lua, em fase de Lua Cheia, passa nos seus nodos ou na sua proximidade.

De facto, a sombra projetada pela Terra tem duas zonas bem diferenciadas, a umbra e a penumbra. Enquanto que a umbra é uma área na qual a luz direta do Sol é completamente eclipsada, a penumbra caracteriza-se por ser um setor onde o Sol é visível apenas parcialmente. Desta forma, qualquer objeto (neste caso a Lua) que atravesse a zona da penumbra, continuará a ser iluminado, mas com menos intensidade do que a habitual.

Onde e quando o poderemos ver?

O eclipse lunar penumbral será visível na Austrália, Ásia, Europa, África, extremo leste da América do Sul, norte da América do Norte, Oceano Atlântico, Oceano Índico e Oceano Pacífico, surgindo ao final da tarde/anoitecer de amanhã (10 de janeiro).

Terá início por volta das 17:06 horas em Portugal (18:06 em Espanha), logo a seguir ao pôr-do-sol. Às 19:10 ocorre o meio do eclipse e dez minutos depois, dá-se o instante de Lua Cheia em Portugal continental. A Lua permanecerá na penumbra até pouco depois das nove da noite. A sua duração será de 4 horas, 4 minutos e 34 segundos.

Vamos poder observar a olho nu?

Sim, os eclipses lunares não necessitam de qualquer instrumento para auxiliar a sua observação. Se as condições meteorológicas permitirem, vamos poder observar o nascimento da lua já com o eclipse penumbral da lua a processar-se. O tempo previsto para 10 de janeiro em Portugal continental é de céu limpo em todo o país, com poucas nuvens. Trata-se de um fenómeno astronómico em que a variação do brilho da lua é quase impercetível, por isso, para o podermos apreciar, teremos de estar muito atentos à Lua.

Futuros eclipses lunares

Quatro eclipses lunares penumbrais serão visíveis no mundo inteiro em 2020. O primeiro será visível já amanhã, o segundo a 6 de junho, o terceiro depois do pôr do sol de 4 de julho, visível a partir da Europa Ocidental. O quarto e último ocorrerá entre os dias 29 e 30 de novembro.

Publicidade