Tempo esta semana: chuva regressa e descem as temperaturas

Se já tinha guardado a roupa de inverno no armário, prepare-se para resgatar casacos e demais agasalhos, pois o frio chegou em plena primavera! Assim arranca o mês de abril. Confira a previsão!

Alfredo Graça Alfredo Graça 02 Abr. 2019 - 14:34 UTC
Chuva regressa a Portugal Continental. Boas notícias numa primavera que já se adivinhava complicada devido à seca que será assim atenuada.


Ontem começou o mês de abril e em termos meteorológicos com ele vieram novidades. Desde logo, a quebra do bloqueio anticiclónico que já se arrastava há várias semanas, com temperaturas anormalmente elevadas, ausência total de chuva e até o deflagrar de incêndios com frequência e intensidade raramente registadas para a altura do ano.

Assim, analisando a atual situação sinótica, o modelo ECMWF prevê uma semana bastante distinta das últimas no que toca ao estado de tempo. Ontem, verificava-se a existência de uma depressão a sudoeste do continente a criar condições de instabilidade atmosférica, de forma evidente no sul do país, com a formação de células convectivas que localmente têm resultado em trovoada, alguns aguaceiros o que contribuirá para o atenuar da seca.

São boas novas para os agricultores e para aqueles com atividades relacionadas diretamente com o clima e com a terra. O céu está enevoado em praticamente todo o território. Ao longo desta semana, o progressivo enfraquecimento e gradual afastamento do bloqueio anticiclónico, vulgo anticiclone dos Açores, terá como consequência situações pontuais de instabilidade atmosférica no interior Norte e Centro (Guarda, Castelo Branco e Portalegre a registarem chuva fraca).

Hoje, prevê-se um dia parcialmente nublado, com possibilidade de alguns aguaceiros de fraca intensidade, com grande probabilidade de ocorrer no interior norte e Centro. Vento moderado soprará do quadrante oeste, amplitude térmica diária enorme notando-se um acentuado arrefecimento noturno. As temperaturas máximas oscilarão entre 17 ºC no litoral Norte, 18 ºC no interior Norte, 20 ºC no Algarve e 21 ºC no Alentejo.

Mudança radical no tempo a partir de quinta-feira

Na quarta-feira (3), o céu estará parcialmente coberto por nuvens, com tendência a espessar ao longo do dia numa orientação Norte-Sul. Poderá ocorrer queda de precipitação em regime suave na região minhota, em particular no limite fronteiriço do distrito de Viana do Castelo com a Galiza. Soprarão nortadas de forte intensidade e registar-se-á uma descida da temperatura máxima. A situação de maior relevo é a descida abrupta das temperaturas. No interior Norte o termómetro não passará dos 14 ºC, no Alentejo atingirá os 21 ºC e no Algarve uns agradáveis 19 ºC.

Na jornada de quinta-feira é quando acontecerá a verdadeira mudança do tempo. Fruto da entrada mais agressiva e intensa de uma depressão originária de norte, com ar frio polar a ser infiltrado, a chuva e a neve surgirão por fim! Nesse dia irá cair precipitação com particular incidência na região do Minho e também no Douro Litoral.

Além disso, nesse dia poderá finalmente chegar a neve que (praticamente) não caiu durante o Inverno. Ainda assim, será apenas na cota dos 1200 metros do interior Norte e Centro, com nevões significativos na Serra da Estrela. As temperaturas por seu turno também descerão significativamente neste dia, com particular destaque para as mínimas (Porto 4 ºC; Bragança 1 ºC; Guarda -2 ºC; Coimbra 2 ºC; Lisboa 9 ºC; Évora 4ºC, Faro 9 ºC).

Na sexta-feira espera-se uma descida radical das temperaturas, com elevada probabilidade de precipitar por todo o território nacional, bem como queda de flocos de neve no interior Norte e Centro, possivelmente a cotas baixas. Situação cuja evolução será para acompanhar nos próximos dias. Agasalhe-se bem!

Publicidade