As maiores reservas de água estão no Norte de África

Atualmente, no continente africano, cerca de 300 milhões de pessoas não têm acesso a água potável. No entanto, existem reservas de água subterrâneas que seriam o suficiente para acabar com esta escassez. Contamos-lhe mais aqui!

Joana Campos Joana Campos 05 Out. 2019 - 15:29 UTC
Furos bem concebidos e em locais apropriados podem ter sucesso.

Em África são vários os países que estão sob stress hídrico. Diz-se que uma área, ou país, está a sofrer de "stress hídrico" se a água doce disponível estiver abaixo de 1700 metros cúbicos por pessoa e por ano. Outros dois termos relacionados que são comummente utilizados são a "escassez de água" que equivale a 1000 metros cúbicos por pessoa, por ano, ou menos, e a "escassez absoluta de água" que é inferior a 500 metros cúbicos por pessoa, por ano.

Os locais do mundo onde a distribuição de água potável (água que pode ser consumida sem riscos para a saúde) é classificada como sendo extremamente baixa são nos países norte africanos (Marrocos, Argélia, Líbia e Egito) e a maioria dos países do Médio Oriente.

Problemas relacionados com a água

É estimado que 80% de todas as doenças, e mais de um terço dos óbitos dos países em desenvolvimento, sejam causados pelo consumo de água contaminada e, em média, até um décimo do tempo produtivo de cada pessoa se perde por causa de enfermidades relacionadas com a água. Morrem mais pessoas devido a água contaminada do que a todas as formas de violência juntas, incluindo as guerras.

Na África rural, as mulheres gastam cerca de 26% do seu tempo na recolha de água, o que significa que muitas vezes caminham mais de oito quilómetros para alcançarem a fonte mais próxima. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cada dólar gasto em água e saneamento traduz-se num retorno de 4 dólares em tempo poupado, no aumento da produtividade e na redução dos custos de saúde em África.

Estudo dos recursos hídricos

Em 2012 foi elaborado, pela primeira vez, um estudo que contém uma série de mapas dos recursos hídricos subterrâneos de África e que mostra que o continente africano tem 100 vezes mais água armazenada em aquíferos, do que à superfície. Curiosamente, estas reservas encontram-se nos países do Norte de África (Líbia, Argélia, Egipto e Sudão) que, à exceção do Sudão, são dos países com menor distribuição de água, a nível global.

Porém, nem toda esta água pode ser extraída, pois primeiro é necessário ter um conhecimento aprofundado das condições dos aquíferos. Os especialistas aconselham a que sejam feitos furos em locais apropriados para o pequeno abastecimento de zonas rurais.

Publicidade