tempo.pt

Eclipse solar total em dezembro de 2021, quem poderá vê-lo?

A contagem decrescente para o grande eclipse total solar de 4 de dezembro 2021 já começou. Será um evento com muitos condimentos atípicos porque a zona privilegiada é nem mais nem menos que a Antártida! Contamos-lhe tudo o que necessita de saber: horários, pontos de observação e mais informações interessantes.

Eclipse total de Sol diciembre 2021
O último eclipse solar de 2021 será total e poderá ser visto integralmente a 4 de dezembro na Antártida.

Já passamos por três eclipses no calendário de eclipses do ano 2021, dois lunares (um total e um parcial), o último dos quais ocorreu recentemente na sexta-feira 20 de novembro, e além desses, um eclipse solar anual a 10 de junho. Agora estamos em contagem decrescente para sabermos onde e quando ocorrerá o último eclipse do ano, que será total e será vivido intensamente.

O espetáculo será na Antártida!

Sim, desta vez o Sol encontrar-se-á connosco na Antártida, um lugar tão espetacular como inóspito. O ano 2021 encerra com um dos mais maravilhosos eventos astronómicos e a convocatória é para sábado 4 de dezembro. Este eclipse solar total só será totalmente visível na Antártida, a posição ideal para o experimentar é nas profundezas do Mar de Weddell.

O primeiro local a ver o início do eclipse parcial terá início às 5h29, hora de Lisboa. O eclipse total começa às 7h. O máximo do eclipse terá lugar às 7h34, a fase de totalidade será visível durante 1 minuto e 54 segundos e estará localizada mesmo no limite do continente antártico, a norte da plataforma de gelo Filchner-Ronne.

Pontos de observação

Será visível na totalidade a partir da Antártida e parte dos oceanos Atlântico, Pacífico e Antárctico; enquanto que uma parte muito pequena do leste da Terra do Fogo (Argentina) e do sul do Chile, as Ilhas Malvinas, alguns pontos da Austrália, Nova Zelândia, África do Sul e Namíbia verão um eclipse solar parcial durante alguns minutos.

Eclipse total de Sol diciembre 2021
Mapa detalhado da rota do eclipse solar de 4 de dezembro de 2021 na Antártida. Imagem: timeanddate.com

No caso da Terra do Fogo, se o tempo o permitir, com céu limpo na zona de trânsito, um eclipse parcial fraco só será visível no extremo leste da província, por exemplo na Ilha de Los Estados com uma cobertura do disco solar de 27%. Para essa localização o instante do máximo do eclipse parcial pode ser visto após o nascer do sol às 4h42 da manhã (hora local).

Eclipse com obstáculos

O clima no Oceano Antártico e na Antártida não é nada fácil, para além das baixas temperaturas, ventos fortes e uma paisagem totalmente congelada e isolada, esta zona não se caracteriza pela frequência de dias de céu limpo, o que é precisamente o mais importante quando se trata de observar com sucesso este fenómeno.

Além disso, este eclipse surge numa altura complicada do ano para a parte mais austral do planeta, porque no início de dezembro (quando o verão meteorológico começa no hemisfério sul) a quantidade de gelo marinho presente ainda é significativa, sendo considerada uma data precoce para visitar as Ilhas Orkney do Sul, por exemplo. No entanto, as condições têm mudado todos os anos e é possível que seja possa entrar em 2021.

Uma dificuldade adicional para a observação é que o eclipse ocorre perto da hora do nascer do Sol, então a sua altura será muito baixa, pelo que é altamente recomendável procurar um horizonte sem obstáculos a sul-sudeste.

Só para os sortudos

três opções para poder presencial este eclipse solar particular: de uma forma "terrestre" a partir da calota de gelo do Borne, por via marítima através de um cruzeiro, ou a partir do ar num voo especial. Esta última opção é a mais conveniente caso a nebulosidade pretenda arruinar os planos dos entusiastas, além disso é a única das três alternativas que pode quase garantir que o eclipse seja visto, e também é a "menos" dispendiosa. Apanhar um destes voos exclusivos para o eclipse com vistas maravilhosas ronda entre 10 mil€ a 28.000 euros.

A opção "terrestre", que na realidade é a partir da calota de gelo, tem uma perspetiva meteorológica bastante aceitável, custa cerca de 38 mil€ e consiste num voo de avião que o leva diretamente de Ushuaia na Argentina ou Punta Arenas no sul do Chile, para o Glaciar Unión na Antártida, onde poderá ser observado.

Eclipse total de Sol diciembre 2021
Acampamento do Glaciar Unión na Antártida. Créditos: a quem de direito.

Por último, existe a opção marítima de um cruzeiro especial ou iate de expedição, esta via tem uma certa mobilidade e, portanto, aumenta as possibilidades de observação. Neste caso, o orçamento situa-se entre os 21 e os 78 mil €.

Aqueles que tiverem a sorte de empreender em qualquer uma destas opções, não só terão uma experiência incrível se conseguirem ver o eclipse solar total, mas também estarão acompanhados por um dos cenários mais fascinantes do planeta, rodeados pelo ambiente único e extraordinário do continente branco.