Aumento das chances de El Niño em 2022 e fortalecimento do La Niña

Com a expectativa de que as condições do La Niña continuem durante os meses de inverno e até à primavera do próximo ano, as previsões também preveem uma maior probabilidade de um evento El Niño em 2022.

La nina
As condições do La Niña devem continuar durante os meses de inverno.

Pelo segundo ano consecutivo, prevê-se que o La Niña continue durante a estação do inverno e que dure até à primavera. De acordo com a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), existe uma probabilidade de 87% de La Niña continuar desta forma, com repercussões esperadas em todo o mundo. Também parece cada vez mais provável que o El Niño se desenvolva no próximo inverno de 2022/2023.

La Niña é a fase fria do El Niño Oscilação Sul (ENOS) - um padrão climático que envolve alterações periódicas nos ventos e na temperatura da superfície do mar sobre o oceano Pacífico. As mudanças nas fases do ENOS são geralmente iniciadas pelos ventos alísios, que alteram as correntes oceânicas e mudam as temperaturas do oceano.

Este ano, o La Niña desenvolveu-se em Setembro. Nas últimas semanas, tem havido uma queda substancial nas temperaturas da superfície do mar nas partes central e oriental do Pacífico, o que indica o fortalecimento das condições de La Niña. As temperaturas em algumas áreas estão entre 1°Ce 3 °C abaixo da média.

Pacific sea temp
Figura que mostra as anomalias da temperatura da superfície do mar no Oceano Pacifico.

Como se pode ver na imagem acima, as anomalias mais frias têm quase a aparência de ondas, sugerindo que há fortes ventosalísios que estão a empurrar as águas superficiais na direção leste. Não são apenas as temperaturas da superfície do mar que mudam durante os eventos de La Niña; a pressão atmosférica também é influenciada, com condições sobre o Pacífico frequentemente muito estáveis, com alta pressão.

El Niño em 2022?

Olhando para o futuro, espera-se que La Niña continue a fortalecer-se durante o resto do outono e até ao início do inverno. Embora não esteja previsto que seja tão forte quanto no ano passado, isto ainda trará consequências para os padrões climáticos globais.

Pacific sea temp
As recentes temperaturas da superfície do mar no Pacifico estão muito mais elevadas no oeste do que no leste.

Em geral, La Niña resulta em condições mais húmidas em partes do norte da Austrália e sudeste da Ásia, bem como na parte nordeste da América do Sul. Por outro lado, partes do sul dos Estados Unidos e do México costumam ter condições mais secas. La Niña também pode intensificar o desenvolvimento de tempestades tropicais no Atlântico Norte.

Embora ainda seja muito cedo para afirmar com certeza, as previsões indicam que o inverno do próximo ano poderá assistir ao regresso do El Niño - a fase quente do ENOS. O El Niño resulta em temperaturas da superfície do mar acima da média e pressões de ar mais baixas na região do Pacífico. A diferença das temperaturas superficiais oceânicas entre as duas fases pode, por vezes, atingir os 10°C.

Ambas as fases têm impacto nas condições meteorológicas em todo o mundo, com efeitos muito diferentes. Com o La Niña previsto para continuar durante este inverno, a sua influência será, sem dúvida, exercida uma vez mais.