Fim de semana: sol e calor primeiro, ‘gota fria’ tempestuosa depois

Amanhã o tempo quente e com muito sol persiste no nosso país. Mas no domingo a temperatura descerá acentuadamente com possível temporal no caminho de Portugal. Confira a previsão!

Alfredo Graça Alfredo Graça 23 Ago. 2019 - 12:59 UTC


No domingo a possibilidade de uma 'gota fria' descarregar aguaceiros e trovoadas no interior norte e centro ganha força a cada momento.

Após uma das semanas mais quentes deste verão em Portugal continental, com territórios que superaram largamente os 35 ºC de temperatura máxima e onde o calor se fez sentir acentuadamente, o que nos espera este fim de semana em terras lusas? Neste momento a carta sinótica com base no modelo ECMWF projeta a colocação do anticiclone dos Açores a oeste do território continental português, mas evidencia também a aproximação em força de uma bolsa de ar frio em altitude, processo atmosférico conhecido como ‘gota fria’. Pode também ser ‘apenas’ uma depressão. Em todo o caso, este fenómeno tem o potencial de descarregar tempestades localmente intensas no interior norte e centro do nosso país entre domingo 25 e quarta-feira 28 de agosto.

Assim recomendamos que aproveite os próximos dias com banhos de sol e calor se tiver essa oportunidade, uma vez que um temporal está para chegar! Hoje e amanhã (23) serão dias de tempo estável, quente e seco, sem grandes alterações no padrão atmosférico. A baixa humidade e as brisas ligeiras predominantes do quadrante oeste dominam o estado de tempo em Portugal continental.

Amanhã de facto prevê-se um cenário meteorológico com alguma nebulosidade nas regiões Norte e Centro, e céu limpo em toda a região Sul. O vento soprará fraco, por vezes moderado, predominantemente do quadrante Oeste. Os termómetros marcarão valores de temperatura máxima na ordem dos 23 ºC no Porto, 32 ºC em Vila Real, 30 ºC em Lisboa, 37 ºC em Castelo Branco, 36 ºC em Beja e 28 ºC em Faro.

Trovoada no domingo?

No dia 25, próximo domingo, antecipa-se o surgimento dum período atmosférico caracterizado pela frescura, com descida evidente da temperatura em todo o território continental. A possibilidade de surgirem aguaceiros e trovoadas localmente intensas, embora com alguma dispersão, ganha força a cada atualização do modelo de previsão. Isto deve-se à aproximação de uma bolsa de ar frio em altitude, ou ‘gota fria’ que ao chocar com o calor da superfície, irá servir de base para o crescimento expansivo de nuvens tempestuosas (Cumulunimbus).

As cumulunimbus e respetivos aguaceiros e trovoadas terão maior destaque na região de Trás-os-Montes mas também no Alto Douro e possivelmente num ou noutro ponto da Beira Alta. Situação para ir acompanhando com muita atenção. Repare no vídeo acima que evidencia a evolução do fenómeno atmosférico conhecido como ‘gota fria’. Vento continuará a soprar fraco a moderado de Oeste.

A partir de segunda-feira

Desenha-se a hipótese de uma semana novamente muito quente, de tempo tropical até, com calor e humidade em quantidades elevadas. O surgimento de condições favoráveis à ocorrência de trovoadas e aguaceiros vai persistir até quarta-feira.

Publicidade