StoreWindows10

O dia em que a Terra será como há 50 milhões de anos

Investigadores da Universidade de Wisconsin-Madison acreditam que o clima em 2150 será muito semelhante ao do Eoceno. Descubra que semelhanças poderão existir com o passado geológico da Terra.

Alfredo Graça Alfredo Graça 18 Dez. 2018 - 16:20 UTC
O que acontecerá à Terra se não reduzirmos os GEE?

Até ao ano de 2150, os cientistas acreditam que os humanos terão conduzido o planeta a uma situação semelhante à de 50 milhões de anos atrás. Até 2030, espera-se que o clima seja semelhante ao do Plioceno médio (entre 5,33 milhões e 2,59 milhões de anos atrás). De acordo com investigadores da Universidade Wisconsin-Madison, “sem reduções nas nossas emissões de GEE (gases com efeito de estufa), o clima em 2150 poderia ser comparado ao Eoceno quente e quase livre de gelo”. Em apenas dois séculos, a tendência de arrefecimento global a longo prazo ter-se-ia invertido.

Todas as espécies que atualmente povoam a Terra tiveram um ancestral que sobreviveu ao Eoceno e ao Plioceno, mas ninguém sabe exatamente se tanto os seres humanos como a flora e a fauna dos nossos dias poderão adaptar-se a mudanças tão rápidas. "Podemos usar o passado como um critério para entender o futuro, embora seja muito diferente de tudo o que vivemos nas nossas vidas", diz John Williams, professor de Geografia.

A análise atual comparou projecções climáticas futuras com dados históricos do início do século XX. "As pessoas têm dificuldade em projetar como será o mundo daqui a cinco ou dez anos. E esta é uma ferramenta para prever isso: para onde vamos segundo estas tendências e como usar analogias geológicas profundas para pensar as alterações?”, diz Williams.

No Eoceno as temperaturas globais aumentaram em média 13 ºC

Durante o Eoceno, algumas das cadeias montanhosas mais importantes do mundo foram formadas, como os Alpes ou os Himalaias. Mas as temperaturas globais também aumentaram, sendo, em média, 13 graus Celsius superiores às atuais. Os dinossauros tinham acabado de se extinguir e os primeiros mamíferos, como as baleias e os cavalos, estavam a espalhar-se pelo mundo inteiro.

Foi durante o Eoceno que grandes cadeias montanhosas como os Alpes e os Himalaias se formaram.

Burke e Williams examinaram as semelhanças entre as futuras projeções climáticas do Quinto Relatório de Avaliação sobre Alterações Climáticas e vários períodos da história geológica. Estes incluíram o início do Eoceno, o Plioceno médio, o Interglacial tardio (entre 129.000 e 116.000 anos atrás), o Holoceno Médio (6.000 anos atrás), a era pré-industrial (antes de 1850) e o século XX.

Eles recorreram a um cenário climático futuro no qual não mitigamos as emissões de gases de efeito estufa e outra maneira pela qual reduzimos moderadamente as emissões. Em ambos os modelos, comparado a tempos anteriores, o clima da Terra era mais parecido com o Plioceno Médio em 2030 ou 2040. Sob o cenário de emissões mais altas, o clima continuaria a aquecer até começar a assemelhar-se ao Eoceno em 2100, alcançando condições semelhantes em 2150.

Publicidade