Cheias e secas afetam o globo terrestre

Atualmente o mundo vive uma crise relacionada com a água. Enquanto há escassez de água em muitas regiões do globo, outras são afetadas por cheias de grandes dimensões ou por águas poluídas. Saiba mais aqui.

Teresa Abrantes Teresa Abrantes 23 Out. 2019 - 09:56 UTC
Cheias de grandes proporções têm afetado diversas regiões do globo.

Para discutir problemas relacionados com a água a nível global decorreu na Hungria, de 15 a 17 de Outubro, uma conferência sobre a água (BWS 2019) organizada pelo governo húngaro. Um dos principais objetivos da conferência era definir estratégias para evitar as emergentes crises hídricas.

BWS 2019 e a OMM

Para isso foi fundamental toda uma discussão em torno dos problemas da água, tais como gestão de desastres, exemplo cheias e secas, e identificar o que falta em termos de conhecimento, governação, tecnologia, financiamento, regulamentos e apoio institucional.

Foi referido pela Organização Meteorológica Mundial (OMM) que os riscos relacionados com a água e a qualidade da água são desafios crescentes para a sociedade moderna, agravados pelas mudanças climáticas. No entanto, a capacidade de monitorizar e gerir este recurso é ainda inadequada devido a dados insuficientes e inacessíveis. Ao contrário dos dados meteorológicos, os dados hidrológicos são relativamente inacessíveis ou inexistentes e nenhum acesso a dados significa que não é possível fornecer qualquer serviço.

Para prestar um bom serviço, nomeadamente na previsão de cheias, é necessário e imprescindível o acesso a dados hidrológicos, o que não ocorre em muitas regiões do globo. Neste sentido, a OMM está a dar prioridade ao fortalecimento dos serviços hidrológicos operacionais e à melhoria do monitorização do caudal dos rios e à previsão de situação de cheias e secas. A OMM está a desenvolver ações que conduzem à existência de dados hidrológicos fiáveis e acessíveis a serem utilizados em produtos e serviços hidrológicos consistentes e de alta qualidade para apoio a todo o tipo de gestão da água e aos utilizadores finais.

Deste modo aumenta-se o apoio à gestão sustentável da água, à redução do risco de desastres, ao desenvolvimento económico e à conservação ambiental. Outro dos aspetos importantes é o de garantir que a mensagem chegue aos utilizadores finais. Frequentemente, há desconexões institucionais na produção e na entrega de informações, avisos e serviços relacionados com a água às pessoas que mais precisam.

Previsões de cheias e secas no globo ainda insuficientes

Cheias, tempestades e secas são as grandes ameaças à vida e aos meios de subsistência incrementadas cada vez mais pelas mudanças climáticas. Segundo a Organização Meteorológica Mundial, apenas 38% dos membros da OMM têm serviços nacionais bem organizados em previsão de cheias e apenas 44% têm políticas de alerta para a seca.

A seca é um desastre natural que afeta grande parte da população mundial causando danos irreparáveis que se prolongam no tempo. Atualmente estima-se que 40% da população mundial é afetada pela escassez de água.

Publicidade