Vulcão Taal: erupção explosiva iminente ameaça as Filipinas

Milhares de pessoas evacuadas, vôos cancelados e avisos de um possível tsunami vulcânico. São impressionantes as imagens assustadoras de um 'relâmpago vulcânico' que surgiu por entre as colunas de fumo e cinzas expelidas pelo vulcão Taal nas Filipinas. Saiba tudo aqui!

Alfredo Graça Alfredo Graça 13 Jan. 2020 - 11:19 UTC

O vulcão Taal, situado perto da capital de Filipinas, lançou cinzas até 15 quilómetros de altura este domingo, provocando a evacuação de milhares de pessoas, o cancelamento de vôos e avisos de uma possível erupção explosiva assim como também um tsunami vulcânico. Este vulcão provocou a morte de 1.300 pessoas em 1911 e de 200 em 1965, e integra um sistema vulcânico que se estende pela região ocidental da ilha de Luzón.

O vulcão Taal, um dos mais ativos do país, localiza-se no meio de um lago a 70 quilómetros a sul do centro de Manila. Tremores sacudiram esta área ontem e um espetacular e assustador relâmpago vulcânico surgiu por entre a coluna de vapor e cinzas.

O Instituto Filipino de Vulcanologia e Sismologia (Phivolcs) elevou o nível de alerta para 4 numa escala de 5, o que significa que "uma erupção explosiva perigosa pode acontecer em questão de horas ou dias".

O Phivolcs também avisou quanto aos possíveis perigos de um tsunami vulcânico e das rápidas correntes de gás quente e matéria vulcânica que poderão afetar áreas em redor do lago Taal. As cinzas expelidas ontem chegaram a todos os bairros de Manila.

Perante esta situação, 8.000 residentes da ilha do vulcão e outras cidades em alto risco a sul de Manila entre as quais se encontram San Nicolás, Balete e Talisay foram evacuadas devido ao receio de uma erupção iminente.

Publicidade