Forte tempestade de granizo em Bragança provocou estragos e inundações

Ontem, uma descarga de trovoada, chuva e granizo provocou danos consideráveis no distrito de Bragança, especialmente em termos agrícolas. A acumulação de precipitação gerou inundações. Granizo era do tamanho de bolas de pingue-pongue. Imagens impressionantes!

Alfredo Graça Alfredo Graça 14 Jul. 2019 - 12:12 UTC

Uma forte trovoada acompanhada de chuva e granizo provocou ontem à tarde danos materiais consideráveis, especialmente na dimensão agrícola causando estragos nas vinhas, olivais e soutos em vários pontos do concelho de Mogadouro, distrito de Bragança, segundo os bombeiros locais.

Este processo atmosférico já estava previsto para sábado (13 de julho), e foi provocado pela passagem de uma depressão, ou mais concretamente uma ‘gota fria’, sobre o norte de Portugal continental. Também em Miranda do Douro e Torre de Moncorvo a queda de granizo foi severa, com chuva forte e uma considerável quantidade de precipitação acumulada num curto espaço de tempo gerando inundações.

O presidente da junta de freguesia de Tó, no norte do concelho de Mogadouro, António Marcos, afirmou que o granizo que caiu na sua aldeia durante cerca de uma hora provocou danos avultados na agricultura, descrevendo as pedras de granizo como semelhantes a bolas de pingue pongue. Os pedaços de granizo ainda eram visíveis em vários pontos da vila, onde decorre o festival Terra Transmontana.

O fenómeno não era totalmente inesperado e está a ser provocado por uma depressão que se encontra sobre Portugal Continental. Aliás, até às 20h de ontem o IPMA ativou aviso laranja para o distrito de Bragança.

Publicidade