Fim de semana de chuva e descida das temperaturas

A tempestade Ciara ameaça o noroeste europeu e sobretudo as Ilhas Britânicas este fim de semana. Por aqui, uma frente vai conseguir romper com a monotonia anticiclónica no norte e centro do nosso país. Saiba aqui todos os detalhes!

Alfredo Graça Alfredo Graça 07 Fev. 2020 - 17:33 UTC
Chuva no telhado
A chuva está de volta a Portugal este fim de semana, mas a sua passagem será efémera.

Tal como referimos na previsão anterior, a possível chegada de uma frente atlântica com circulação de Oeste poderia vir a descarregar precipitação durante este segundo fim de semana de fevereiro. O panorama meteorológico que se vai confirmar durante o fim de semana, atesta as mais recentes atualizações do ECMWF, o nosso modelo de confiança.

Hoje mesmo, os primeiros pingos de chuva serão sentidos no Noroeste Minhoto, em particular nos territórios com linha de costa, estimando-se que esta frente atlântica pouco sólida avance ao longo das próximas horas para o interior norte e para sul, abrangendo localidades do Douro Litoral, das Beiras, Trás-os-Montes e Alto Douro e mais tarde, cidades da região Centro.

A evolução geográfica da frente somará alguns l/m2 de precipitação, nada de extraordinário tendo em conta que estamos no inverno, neste caso em fevereiro, o último mês do inverno climatológico e o penúltimo do inverno astronómico.

Tempo arrefece e chuva regressa

A chuva atingirá o seu auge na manhã do dia 8, prolongando-se de forma intermitente pelas restantes horas de sábado. Para além da chuva, o tempo vai sofrer também uma ligeira descida das temperaturas. Sentiremos esse arrefecimento na pele ao longo das próximas 48 horas, apesar do ar húmido marítimo empurrado pelo vento e proporcionado pelas chuvas, acrescentar uma sensação térmica de tempo ameno e não de tempo gélido.

Para domingo não se espera o desenvolvimento da frente que descarregará chuva este sábado. Por essa altura praticamente ter-se-á dissipado, sobrando apenas vestígios. Teremos chuva em menor quantidade e mais débil, devido também ao grau reduzido de probabilidade de precipitação. O vento soprará fraco a moderado ora de Norte ou Noroeste, ora de Sul ou Sudeste. Ainda assim, os modelos apostam num cenário do estado do tempo ligeiramente chuvoso e muito nublado na semana que vem, concentrado geograficamente, como é habitual, nas latitudes correspondentes às localidades da região Norte.

Isto verificar-se-á, apesar da presença poderosa das altas pressões que para já vai fazendo uma enorme diferença, pelo menos a nível térmico, sendo evidente que temos registado valores de temperatura superiores à média, tal como por nós antecipado na previsão mensal. Prevê-se para domingo, dia 9, temperatura máxima de 15 ºC no distrito do Porto, de 16 ºC no distrito de Lisboa, de 17 ºC no distrito de Faro, de 18 ºC em Ponta Delgada e de 19 ºC no Funchal.

Apesar do arrefecimento do tempo e do regresso da chuva, este estado do tempo fará jus à famosa expressão ‘sol de pouca dura’, mas neste caso aplicado a elementos climatológicos como a precipitação e a temperatura.

Assim, o tempo estável que tem caracterizado fevereiro até agora, será interrompido de forma efémera. Isto pelo menos enquanto os modelos, mas principalmente a atmosfera, não ‘cozinharem’ no seu âmago outro cenário que não o do tempo seco e estável, com pouca chuva e temperaturas mais altas que o habitual.

Publicidade