Massa de ar polar traz muito frio este fim de semana

O ar polar chega este fim de semana à Península Ibérica e ficará connosco até, pelo menos, à próxima quinta-feira. Prevê-se enorme arrefecimento do tempo em Portugal continental, mas antes ainda teremos um episódio de chuva. Contamos-lhe todos os detalhes aqui!

Alfredo Graça Alfredo Graça 17 Jan. 2020 - 15:23 UTC

Homem no exterior cheio de frio
Este fim de semana agasalhe-se muito bem. As temperaturas vão descer acentuadamente devido à massa de ar polar.

Numa questão de 48 horas vai arrancar um significativo episódio invernal que irá provocar uma acentuada descida das temperaturas, vento, chuva e neve (apenas em Espanha, no nosso país será residual). Este episódio de frio está a despertar imensa expectativa, sobretudo em Espanha, já que os nevões previstos deverão deixar acumulados bem significativos.

Além da neve prevista a cotas médias ou baixas para vários pontos da Norte, Centro e partes do oriente espanhol, prevêem-se enormes acumulados de precipitação em pouco tempo em várias localidades nas imediações do Mediterrâneo.

Em Portugal continental, este temporal designado oficialmente por Tempestade Gloria nos meios de comunicação do país vizinho, não será tão poderoso, refletindo-se essencialmente a partir de domingo, com acentuado arrefecimento do tempo, que sendo frio e seco, poderá durar vários dias.

Antes do frio, teremos chuva novamente

Para este fim de semana a atmosfera reservou-nos um cenário meteorológico bipartido. Em primeiro lugar teremos o impacto de uma frente atlântica que deixará atuar as baixas pressões. Os acumulados de precipitação serão significativos, especialmente na região Centro, ocorrendo em menor quantidade nos restantes territórios. O vento soprará de Norte em geral, mas na metade austral do país poderá ser gerado de Sul.

Segundo a cartografia do modelo ECMWF, esta semana ainda irá acumular alguma precipitação em Portugal continental e Regiões Autónomas. Até à meia-noite de segunda-feira, dia 20, os distritos mais regados pela chuva serão os de Coimbra, Leiria, Santarém e Lisboa. O modelo Europeu estima que a chuva acumule entre 30 a 40 l/m2 nestes territórios nos próximos dias.

Os Açores também serão invadidos pela chuva, mas os registos pluviométricos dos próximos 2 a 3 dias, não deverão sequer atingir os 10 l/m2. Na Madeira o tempo manter-se-á ameno, com céu pouco nublado e vários períodos de sol.

No domingo chega a massa de ar polar

Ao final do dia de sábado, a massa de ar muito frio de origem polar começará a descer em latitude, intrometendo-se em toda a nossa geografia. No domingo já sentiremos a acentuada descida da temperatura e os dias e noites serão muito frios. Este episódio poderá mesmo dar origem a uma vaga de frio em Portugal continental já que se prevê que se estenda pelo menos até quinta-feira, 23 de janeiro.

O vento vai soprar moderado a forte, com cada vez mais intensidade e geralmente do quadrante Norte, podendo registar rajadas máximas de 60 a 70 km/h nas terras altas do Norte e do Centro, algumas localidades do litoral Centro, Alentejo e Algarve.

Será algo para ir acompanhando nas próximas atualizações do modelo Europeu, a nossa referência. Os termómetros vão registar máxima de 13 ºC no distrito do Porto, 14 ºC no de Coimbra, 15 ºC no de Lisboa e 16 ºC no de Faro. As mínimas descem aos -2 ºC no distrito da Guarda e não passam de 1 ºC no de Bragança. Agora sim, o inverno está aí!

Publicidade