tempo.pt

Humanos podem respirar em Marte com a ajuda de bactérias

As viagens espaciais são complicadas por vários motivos e a falta de oxigénio no Espaço é um dos maiores obstáculos, mas os cientistas podem ter encontrado uma forma dos humanos respirarem em Marte no futuro. A resposta pode estar nas bactérias.

Marte
As cianobactérias, também conhecidas como Cyanophyta, são um filo de bactérias gram-negativas que absorvem energia através da fotossíntese, ou seja, transformam dióxido de carbono em oxigénio.

De acordo com um estudo produzido pela Universidade de Bremen, na Alemanha, as bactérias podem ser a chave para a produção de oxigénio em Marte.

Para encontrar uma forma das pessoas adquirirem oxigénio no Espaço rapidamente, os cientistas poderão usar cianobactérias que conseguem transformar o dióxido de carbono em oxigénio.

As cianobactérias conseguem viver em ambientes hostis na Terra, por isso, prevê-se que sejam capazes de prosperar em Marte. Alguns especialistas propuseram transportar para Marte a bactéria a fim de testar se a mesma consegue produzir oxigénio para futuras pessoas que acabem por ir para lá.

As cianobactérias já demonstraram ter a capacidade de florescer num ambiente semelhante nalguns ensaios realizados. Os cientistas podem ter descoberto um meio para os micro-organismos fornecerem oxigénio nesta jornada de longa distância.

Os seres humanos ainda precisam de habitar em abrigos altamente protegidos, pois Marte é um ambiente agressivo com mudanças drásticas de temperatura e exposição contínua à radiação.

No entanto, o cultivo de cianobactérias no ambiente marciano poderá vir a ser um desafio. Seria impossível para o planeta desenvolver-se, já que a sua pressão total é inferior a 1% da Terra.

Os investigadores descobriram que a chamada cianobactéria pode permitir que os humanos respirem livremente em Marte. Segundo os especialistas, as cianobactérias têm sido apontadas como candidatas para impulsionar o suporte biológico à vida em missões espaciais, já que todas as espécies produzem oxigénio através da fotossíntese, enquanto que algumas conseguem fixar nitrogénio atmosférico em nutrientes.

As cianobactérias têm sido consideradas uma escolha eficaz para apoiar a vida biológica devido às suas propriedades únicas.

"Esta criatura consegue criar oxigénio da mesma maneira que as plantas. Esta bactéria consegue transformar dióxido de carbono em oxigénio graças às suas capacidades fotossintéticas" - Cyprien Verseux, autor do estudo.

Outra característica intrigante é a sua capacidade de viver em ambientes hostis, o que a torna extremamente útil em Marte.

Humanos a viver em Marte

A NASA pretende enviar humanos para Marte, e o CEO da SpaceX, Elon Musk, revelou as suas ambições para um povoamento humano neste planeta, com o envio de um milhão de pessoas para Marte até 2050.

Contudo, dado o ritmo a que os cientistas estão a tentar identificar circunstâncias adequadas e sustentáveis para as pessoas habitarem o planeta, os relatórios apontam que as bactérias poderão ser capazes de fornecer oxigénio nesta viagem de longa distância até essa altura (cerca de 2050).

Como Marte tem um clima agreste, com variações drásticas de temperatura e exposição contínua à radiação, os humanos teriam a necessidade de habitar em bunkers protegidos.