Descoberta nas profundezas do oceano: um misterioso objeto biológico! O que é?

Em agosto deste ano, investigadores a bordo do Okeanos Explorer, um navio científico da NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) americana, tiveram uma surpresa espantosa. O que é que encontraram exatamente? É misterioso!

explorador, descoberta, oceano
Os investigadores fazem uma estranha descoberta nas profundezas do oceano.

O navio encontrava-se no Golfo do Alasca, numa missão de investigação a profundidades até 3300 metros, quando um dos mini-submarinos do navio se deparou com algo que deixou os cientistas perplexos.

O que é que tinham encontrado? Firmemente preso a uma rocha no fundo do mar e rodeado por uma colónia de esponjas brancas, havia um estranho objeto liso com a forma de uma cúpula dourada com cerca de 10 centímetros de diâmetro. Um pequeno orifício perto da base do objeto sugeria que o seu interior era também da mesma cor dourada.

Os investigadores ficaram perplexos. Seria uma espécie de esponja morta? A casca de um ovo? Ou talvez uma forma invulgar de coral? Deram ao achado o nome de "Golden Orb" (Orb = ponto fantasma) mas não conseguiram fazer uma identificação exacta, mesmo após quase duas semanas de investigações intensivas a bordo do navio.

Os investigadores enfrentam um enigma

Sam Candio, Coordenador da Exploração Oceânica da NOAA, afirmou: "Apesar de termos conseguido recolher a esfera dourada e trazê-la para bordo, ainda não conseguimos identificá-la com maior precisão, exceto para dizer que é de origem biológica. Esta descoberta recorda-nos o pouco que sabemos sobre o nosso próprio planeta e o muito que ainda há para aprender e descobrir, especialmente nos nossos oceanos".

Assim, a questão da identidade do globo dourado permanece, para já, sem resposta. Será que se trata de uma nova espécie, até então desconhecida, ou representa mesmo uma forma completamente nova de ser vivo?

Candio sublinhou que são necessárias mais investigações para encontrar respostas. Estas só podem ser realizadas num laboratório onde estejam disponíveis instrumentos científicos avançados que não se encontram no navio.

Muito por explorar nos nossos oceanos

A Expedição NOAA Seascape Alaska, que descobriu o globo dourado, tem como objetivo descobrir mais sobre as águas profundas e em grande parte inexploradas ao largo da costa do Alasca. O objetivo não é apenas explorar formas de vida conhecidas, mas também fazer novas descobertas.

A expedição prolongar-se-á até 16 de setembro e pode ser seguida em direto através da Internet. Os dados recolhidos e as descobertas desta missão poderão não só aprofundar a nossa compreensão desta parte do nosso planeta, mas também abrir novas possibilidades para terapias médicas, alimentos, fontes de energia e benefícios sociais.

De um modo geral, a descoberta da esfera dourada mostra o quanto ainda há para descobrir e a importância de compreender melhor e proteger os nossos oceanos. A natureza ainda guarda muitos segredos à espera de serem desvendados por investigadores curiosos. Assim, esta descoberta inesperada recorda-nos o quanto ainda podemos aprender sobre o nosso próprio planeta.

Vídeos em Destaque