tempo.pt

Uma catastrófica tempestade de granizo causou destruição em França

Fortes tempestades provocaram, de domingo para segunda-feira, um autêntico rebuliço na região de Centre-Val de Loire, França. Além da chuva, trovoada e das rajadas com mais de 100 km/h, o mais impressionante foi as enormes e invulgares pedras de granizo que deixaram um rasto de destruição. Veja as imagens!

Vários departamentos da região do Centre-Val de Loire, França, foram gravemente atingidos na noite de domingo (22) para segunda-feira (23) devido a fortes tempestades. A Meteo France já tinha colocado 21 departamentos no Oeste e no Centro em aviso laranja para domingo, com os danos mais significativos a terem ocorrido em Cher, Indre-et-Loire, Indre e Deux-Sèvres.

Os trovões, relâmpagos e as intensas rajadas de vento fizeram-se acompanhar por chuva de granizo, cujas pedras apresentavam dimensões invulgarmente grandes e espetaculares (algumas tão grandes como bolas de ténis ou de golfe!). Segundo a Météo France, foram registados mais de 6000 relâmpagos no solo em somente 3 horas (22h-1h, hora local) entre Indre e Cher. Nestes dois departamentos, foram ainda detetadas 18.000 descargas elétricas atmosféricas.

Em Châteauroux, em resultado da passagem de uma violenta supercélula, muitos telhados foram trespassados pelas enormes pedras de granizo. Châteauroux foi uma das localidades mais afetadas pelo granizo, com muitos veículos e casas danificadas, tal como vê no vídeo abaixo. As pedras de granizo, com até 10 cm de diâmetro, danificaram, de acordo com o Presidente da Câmara, 340 casas e 1.000 carros.

Estes fenómenos meteorológicos belos, mas simultaneamente perigosos e destrutivos, originaram a publicação de várias fotografias e vídeos nas redes sociais. Contudo, por detrás destes registos, há aspetos preocupantes. Primeiro que tudo, a chuva intensa num curto espaço de tempo, com destaque para 21 mm acumulados em Niort (Deux-Sèvres) e 27 mm em Pruniers (Indre).

Segundo, as trovoadas, acompanhadas pelo vento forte, com algumas das rajadas a atingir mais de 100 km/h nalguns municípios do Departamento de Indre! Por fim, o granizo que caiu, sobretudo, em redor de Châteauroux (Indre), Niort (Deux-Sèvres) e Poitiers (Vienne). As tempestades violentas atingiram também a região de Poitou-Charentes (Nova Aquitânia). Além dos danos materiais, realce-se o prejuízo causado pelo granizo para a atividade agrícola, já muito afetada pela seca e pelas sucessivas ondas de calor.