Sismos na Califórnia provocam feridos e incêndios

Novo sismo de magnitude 7.1 atingiu o sul da Califórnia. É o maior dos últimos 20 anos e provocou feridos, incêndios e danos severos em estradas e edifícios. Vídeos impressionantes no momento do abalo. Confira!

Alfredo Graça Alfredo Graça 07 Jul. 2019 - 21:19 UTC

Na sexta-feira, novo sismo atingiu o sul da Califórnia, nos Estados Unidos da América, desta feita de magnitude 7,1 na escala de Richter. O abalo provocou múltiplos feridos e obrigou ao corte de estradas. Além disso, também causou o deflagrar de incêndios e danos em estradas e edifícios, segundo relataram as autoridades.

De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o sismo ocorreu às 20h19 (hora local), a cerca de 18 quilómetros da cidade de Ridgecrest, onde na quinta-feira também fora registado um sismo de magnitude 6,4. As estimativas do USGS oscilam entre uma magnitude de 6,9 e 7,1 na escala de Richter, previsões que fazem deste o maior sismo registado no sul da Califórnia nos últimos 20 anos. De acordo com a agência Associated Press, a cidade de Ridgecrest, no condado de Kern, voltou a ser a mais afetada, mas o tremor também se fez sentir em Las Vegas e no México.

A porta-voz do Corpo de Bombeiros do condado de Kern, Megan Person, relatou a ocorrência de "múltiplos feridos e incêndios", sem fornecer mais detalhes.

Publicidade