StoreWindows10

Novo alerta da ONU: " É preciso travar a poluição no Oceano"

António Guterres voltou a alertar para a questão da poluição nos Oceanos. Desta vez as declarações foram ouvidas durante numa reunião que decorreu no dia 9 de junho, em Oslo, na Noruega, que contou também com a presença de Ana Paula Vitorino, ministra do Mar.

Lidia Magno Lidia Magno 22 Jun. 2018 - 18:25 UTC
O Fórum de Oslo foi organizado pela Noruega e ONU para encontrar respostas globais para a sustentabilidade dos Oceanos.

A conferência sobre Economia Sustentável dos Oceanos, onde esteve António Guterres, decorreu durante os trabalhos do Fórum Oslo, na Noruega e contou também com a presença de outros representantes da Austrália, Japão, Indonésia, México, Chile, Gana, Namíbia e ilhas Fiji.

O “Fórum de Oslo” foi organizado conjuntamente pela Noruega e a Organização das Nações Unidas, para debater os processos de paz e resolução de conflitos pelo mundo, mas também para encontrar respostas globais para a sustentabilidade dos Oceanos. Estiveram presentes mediadores, líderes governamentais e mais de uma centena de pesquisadores sob o tema “O fim da grande paz? Oportunidades de mediação”.

O Secretário-Geral da Onu, António Guterres participou numa audiência no Palácio Real e reuniu-se com a primeira-ministra Erna Solberg ,no Nobel Peace Centre, numa cerimónia de abertura da exposição sobre os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

António Guterres participou ainda em reuniões com representantes do recém-criado Painel de Alto Nível sobre a Construção de uma Economia Sustentável do Oceano.

O mundo está a perder a batalha contra a poluição dos Oceanos, diz António Guterres. Foto por: United Nations Refugee Agency

Durante a conferência de imprensa conjunta, no Museu Marítimo da Noruega, que decorreu no final dos trabalhos em Bygdoy, o Secretário-Geral da Onu, deixou o alerta sobre a urgência no combate à poluição dos Oceanos, repetindo a ideia que deixou dias antes no Quebec, Canadá, no âmbito da cimeira do G7, afirmando que “o mundo está a perder a batalha contra a poluição dos oceanos, e todas as frentes”, lembrando que todos os anos, são lançadas nos oceanos, oito milhões de toneladas de plástico e se nada for feito, até 2050, os oceanos terão mais plástico do que peixes”.

Acrescentou ainda António Guterres que “atualmente são encontrados plásticos nas áreas mais remotas do pleneta e que no oceano Pacífico, já existe uma massa de plástico maior do que a França”, afirmou.

Publicidade