Tempestade Dennis a caminho das Ilhas Britânicas

Depois da super tempestade Ciara ter atingido algumas áreas do Norte da Europa, uma nova tempestade se aproxima. Denominada Dennis, promete mais chuva, mais vento e mais agitação marítima. Acompanhe connosco todos os desenvolvimentos de mais uma tempestade de inverno.

João Tomás João Tomás 12 Fev. 2020 - 18:44 UTC
Cheias
Efeitos do mau tempo que tem assolado o território britânico nos últimos dias.

Numa fase de rescaldo da passagem intensa da tempestade Ciara, que provocou vítimas mortais, elevados danos em infraestruturas e património e precipitação recorde em certas áreas, o Reino Unido e as Ilhas Britânicas preparam-se para a chegada, no fim da semana, da tempestade Dennis. Assim nomeada pelo Met Office (organismo oficial de meteorologia do Reino Unido), é esperado que traga os mesmos ingredientes da antecessora: chuvas torrenciais, ventos fortes, nevões e forte agitação marítima.

Esta tempestade formada no Atlântico Norte, começou a deslocar-se para Este em direção à Ilha da Irlanda e ao Reino Unido, esperando-se que passe pelo Norte da Escócia durante o dia de sábado. Algumas áreas da Escócia, bem como o Norte de Inglaterra estão já a ser afetadas por fortes tempestades de neve e a registar temperaturas gélidas.

Apesar da tempestade Ciara ter perdido intensidade no início da semana, os fortes ventos que se mantiveram acabaram por provocar duas vítimas mortais. A queda de árvores associada aos ventos fortes foi a causa das fatalidades. A informação e consciencialização da população para a perigosidade destes eventos é muito importante para a diminuição do risco de perda de vidas humanas.

Possíveis efeitos da tempestade Dennis

A tempestade Dennis é a segunda tempestade num curto espaço de tempo (segundo fim-de-semana consecutivo), contudo, o Met Office acredita que a tempestade não será tão severa como a anterior. No entanto, este organismo emitiu alguns avisos meteorológicos para a população, tendo em conta as previsões para os próximos dias.

Tal como no último fim de semana, são esperadas condições meteorológicas extremamente adversas e instáveis, com chuvas e nevões muito fortes, vento que pode atingir velocidades de 140 km/h e ondas que podem provocar inundações costeiras. Em relação ao vento, foram emitidos avisos amarelos para áreas de maior altitude no País de Gales e na costa inglesa.

A chuva forte pode provocar inundações em certos locais onde o solo está saturado, em grande parte, devido à passagem da tempestade anterior. Os nevões intensos são obstáculos à mobilidade das populações, podendo isolar algumas áreas, principalmente no Norte da Escócia. A forte agitação marítima pode causar problemas nos transportes marítimos entre as Ilhas Britânicas e o continente Europeu, bem como danos nas infraestruturas portuárias e costeiras.

Prevêem-se fortes constrangimentos na rede de transportes rodoviários e ferroviários britânica, com cancelamentos de voos e de ligações ferroviárias domésticas e internacionais. Tal como na noite do passado domingo, quando mais de 20.000 infraestruturas do Este e do Sudeste de Inglaterra, bem como do Norte do País de Gales ficaram sem energia elétrica, deverão ocorrer fortes perturbações no abastecimento elétrico, principalmente devido à velocidade do vento.

Publicidade