Conferência de Divulgação do CIICLAA

Vai realizar-se a 4 de Abril, na Universidade Lusófona, uma Conferência de Divulgação do Centro Internacional de Investigação Climática e Aplicações para a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e África (CIICLAA), no qual se pretende dar resposta aos problemas das variabilidade climáticas e seus impactos.

Imagem IPCC - Alterações Climáticas
Imagem do SPM do Quinto Relatório de Avaliação do IPCC – mostrando as alterações esperadas para a temperatura e precipitação para dois cenários RCP 2.6(redução significativa das emissões) e RCP8.5 (com a continuação das emissões sem medidas de redução)

Vai realizar-se no dia 4 de Abril de 2018, no auditório “Agostinho da Silva” da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT), em Lisboa, uma Conferência de divulgação sobre o Centro Internacional de investigação Climática e Aplicações para a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e África (CIICLAA).

Os países de língua oficial portuguesa decidiram criar este centro internacional de investigação por forma a assegurarem uma resposta comum, a nível de investigação e desenvolvimento de aplicações, aos impactos da variabilidade climática e das alterações climáticas previstas.

Os países de língua portuguesa adoptam assim as recomendações do Quinto Relatório de Avaliação do IPCC, no sentido de desenvolverem medidas de adaptação e mitigação que possam reduzir os impactos que já se verificam.

Este Centro, com sede em Cabo Verde foi consagrado em Julho de 2012, pela IX Conferência de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e constituído em Cabo Verde em 2015.

Na sessão de abertura o Professor Doutor Mário Caneva Moutinho, Reitor da UHLT dará as boas vindas aos participantes, seguindo-se as intervenções do Engenheiro José Moreno Presidente do Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica de Cabo Verde e Presidente do Conselho Geral do CIICLAA e da Doutora Maria do Carmo Silveira, Secretária Executiva da CPLP.

O Engenheiro Pimenta Lima do INMG de Cabo Verde, enquanto Secretário Executivo, fará o ponto da situação do desenvolvimento do Centro, das atividades que estão em curso e das que estão previstas para o futuro próximo.

Apresentação de Projetos

Sendo o CIICLAA um centro de investigação, ele deverá ser fundamentalmente avaliado pelos projetos que desenvolve, com a execução dos quais assegurará o seu financiamento, pelo que nesse sentido serão apresentados pelos responsáveis os três projetos já submetidos pelas instituições-membro do CIICLAA, já incluídos no Dossier de Projetos.

Com estes projetos pretende dar-se uma ideia da variedade e importância de temas a serem abordados pelo Centro:

  • Estratégias inovadoras de gestão do solo e da água para melhorar a segurança alimentar em regiões áridas e semi-áridas de forma a aumentar a resistência e a resiliência às alterações climáticas;
  • Vigilância e controlo da transmissão da malária em Moçambique usando deteção remota e parâmetros ambientais;
  • Projeto integrado sobre clima, variabilidade e alterações climáticas, impactos e medidas de adaptação para a cultura da vinha noAlentejo.

Mesa Redonda e debate

A sessão terminará com uma mesa redonda com o Engenheiro Pimenta de Lima, o Professor Tomás de Figueiredo, a Professora Cristina Andrade e o Meteorologista Consultor Sérgio Ferreira em que se vai procurar fomentar o debate sobre a seca, apoiado por intervenções de entidades participantes sobre impactos e experiência já adquirida, sobre as atividades agrícolas em Cabo Verde, sobre a redução de riscos climáticos no Brasil e sobre aspetos estratégicos a serem considerados no financiamento dos projetos e nas atividades do CIICLAA.