Chuvas torrenciais e mar agitado colocam Portugal em aviso amarelo

A iminente chegada de uma tempestade ativou o aviso amarelo em quase todos os distritos de Portugal continental. Entre trovoada e mar agitado, estão reunidas as condições para risco de inundação. Contamos-lhe aqui onde vai chover mais!

Alfredo Graça Alfredo Graça 21 Nov. 2019 - 12:47 UTC
O tempo vai agravar-se significativamente, deixando chuva abundante e descargas elétricas. O mar vai agitar!

O tempo vai agravar-se significativamente entre hoje à noite e amanhã. O período cronológico com condições atmosféricas mais adversas será o compreendido entre as 00h00 e o meio-dia de sexta-feira. Tudo devido à passagem de um sistema de baixas pressões a norte da Galiza. A instabilidade atmosférica terá especial impacto na linha de costa Atlântica, estendendo-se desde o distrito de Viana do Castelo até ao de Faro.

Este tempo, tempestuoso em forma e intensidade, trará ‘chuvadas’ torrenciais. Associado a isto, existe risco moderado de desencadeamento de inundações ou cheias repentinas. A precipitação que ora será moderada ou forte, deverá ser acompanhada de trovoada e queda de granizo em várias localidades portuguesas, destacando-se grande parte do litoral Norte e algumas cidades da região Centro.

Aviso amarelo para 14 distritos

O aviso amarelo foi decretado pelo IPMA (Instituto Português do Mar e da Atmosfera) para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja (parte mais ocidental, o chamado litoral alentejano que contém cidades como Odemira) e Faro devido à forte agitação marítima, estimando-se ondas de noroeste com 4 a 5 metros de altura, na costa Ocidental. A temperatura da água do mar oscilará entre 13 ºC e 14 ºC. Na costa Sul estão previstas ondas de sudoeste com 1,5 e 3 metros, com temperatura da água do mar a 15 ºC.

O vento forte de Sudoeste, com rajadas até 90 km/h, e as chuvadas persistentes com potencial risco de inundação alargam o aviso amarelo até distritos do interior, como Vila Real, Viseu, Guarda e Castelo Branco. As rajadas poderão pontualmente atingir os 110 km/h! O aviso amarelo é aplicado em situações de risco para as atividades que dependem das condições do estado do tempo.

Assim, o modelo Europeu (ECMWF) projeta um cenário meteorológico altamente instável nesta sexta-feira, 22 de novembro, dando seguimento a um mês que já de si está a ser mais chuvoso que a média. Para a terceira semana de novembro de 2019 previa-se uma anomalia positiva de 30 a 60 mm no país inteiro e até agora, os modelos numéricos não têm dececionado na sua capacidade de projeção sinótica.

O desconforto térmico causado pelo frio será incrementado pela intensidade do vento de Sudoeste. Os termómetros apontam para mínima de 4 ºC nos distritos de Bragança e Guarda, de 10 ºC no do Porto, 12 ºC no de Lisboa e 11 ºC no de Faro, enquanto que a máxima será de 15 ºC no distrito do Porto, 18 ºC no de Lisboa, Setúbal e Faro.

Publicidade