Chuva e trovoada atingem Portugal continental antes da invasão do frio

Hoje à noite chegam os primeiros sinais da iminente mudança no estado do tempo. A instabilidade regressará a Portugal através do Algarve, com aguaceiros e risco de trovoada. E o frio mais pronunciado, quando chega ao país? Haverá queda de neve? Contamos-lhe tudo aqui!

Até agora Portugal continental esteve mergulhado num estado do tempo absolutamente estável e soalheiro, fruto da conjugação do anticiclone com um potente fluxo de leste. No entanto, o panorama meteorológico está prestes a mudar devido à circulação de uma depressão isolada em altitude a Sudoeste do Continente que se traduzirá sob a forma de períodos de chuva e aguaceiros, trovoada e rajadas de vento intensas, já nesta noite de sexta-feira através da região do Algarve.

A instabilidade vai continuar no sábado nesta região, progredindo posteriormente para o Alentejo, e outros pontos da Região Centro de forma pontual. Um ou outro chuvisco poderá cair na Região Norte, mas, em geral, prevê-se tempo ameno, razoavelmente ventoso e predomínio de períodos nublados até domingo.

Mudança iminente do tempo: primeiro com chuva e trovoada no Sul do país e depois, a partir de segunda-feira, o frio acentua-se.

Na segunda-feira chegará uma nova depressão isolada em altitude procedente de latitudes altas, com uma massa de ar muito fria de origem polar associada. Provocará uma descida assinalável das temperaturas, e as nortadas acentuarão a sensação térmica de frio. Como não se prevê precipitação no país no início da próxima semana, as condições para a queda de neve nas terras altas do Norte e do Centro não estarão reunidas.

Nos Açores o tempo vai ficar progressivamente mais instável, prevendo-se chuva forte, trovoada e vento intenso com rajadas máximas de até 70 km/h. Quanto à Madeira, prevê-se chuva e vento a partir de domingo.