Tempo em setembro: como será?

Setembro arrancou muito quente, seco e com temperaturas acima da média. Será que se vai manter assim? Existem mudanças em perspetiva na atmosfera? Saiba como vai estar o tempo em Portugal este mês!

Alfredo Graça Alfredo Graça 03 Set. 2019 - 12:09 UTC
Setembro começa muito quente e seco de norte a sul do país. Continuará assim?

Após um agosto marcado por algumas peripécias meteorológicas, com o episódio da ‘gota fria’ no final do mês, antecipa-se um mês de setembro muito quente e seco, prestando uma verdadeira homenagem à época do ano em que estamos, caracterizada por sol e calor em abundância, como normalmente o verão é, embora com episódios pontuais e intensos de aguaceiros e trovoadas.

Assim, com base nas projeções sinóticas do modelo ECMWF, augura-se que nas primeiras duas semanas de setembro tenhamos um dos períodos mais quentes do verão de 2019, senão o mais quente, com temperaturas altas a persistir durante vários dias seguidos de norte a sul do país. Estabilidade no padrão atmosférico, muito calor, sol em abundância, reduzido teor de humidade na atmosfera, céu limpo, enfim, uma panóplia de aspetos meteorológicos influenciados pelo padrão persistente de altas pressões (anticiclone dos Açores) posicionado a Oeste-Noroeste do continente Português.

Todavia, poderemos também assistir durante o mês a um tempo tropical, em que calor e cumulunimbus em conjunto poderão originar intempéries como a ‘gota fria’ vivida no final do mês passado. A secura, no entanto, continuará a persistir durante as primeiras duas semanas, antecipando-se níveis de precipitação consideravelmente inferiores à média no litoral Norte (anomalia negativa de 10 mm). Já no interior Sul, pelo contrário, espera-se acumulados de chuva superiores aos valores de referência (anomalia positiva de 10 mm), o que é bastante positivo dada a atual situação revelada pelo índice de seca meteorológica.

E na segunda quinzena?

Para a segunda quinzena do mês, prevê-se a continuidade da estabilidade do panorama meteorológico, especialmente durante a terceira semana que não deverá registar grandes perturbações do ponto de vista atmosférico. No que concerne à temperatura, os valores previstos situam-se entre 1 ºC a 4 ºC acima da média devido especialmente à primeira e terceira semana do mês, perspetivando-se no geral um mês bastante quente, seco e com episódios localmente intensos e dispersos de chuva e trovoada, num verão que astronomicamente termina a 23 de setembro.

Relativamente à precipitação, na metade norte do país antecipam-se níveis de chuva inferiores à média na primeira quinzena, enquanto que na metade sul até poderão superar a média. Na segunda quinzena, não existem sinais estatisticamente significativos que demonstrem alterações em relação ao que setembro costuma ser. Ainda assim, como mês quente e esporadicamente tropical, não se descartam intempéries (chuva e trovoada) no interior transmontano, Alto Douro e possivelmente nas Beiras. Algo para aguardar e ir acompanhando.

Publicidade