tempo.pt

Próximos dias com chuva e trovoada no Portugal insular, e no Continente?

Parte de Portugal continental continua “mergulhado” no tempo quente, apesar da descida gradual da temperatura máxima do ar. Por outro lado, nos Arquipélagos dos Açores e da Madeira o tempo será de chuva e trovoada nos próximos dias. Chegará ao Continente? Consulte a previsão!

chuva; trovoada; açores; portugal
Os Açores vão registar um tempo chuvoso e com risco de trovoadas durante os próximos dias. E em Portugal continental, como estará o tempo?

A temperatura já começou a baixar de forma ligeira desde ontem (quarta-feira, dia 3) em Portugal continental, mas só na metade ocidental, correspondente ao litoral. No interior, o tempo continuará em geral muito quente, com temperatura máxima igual ou superior a 35 ºC em várias capitais de distrito.

No Portugal insular (Açores e Madeira), pequenas depressões em altitude, por vezes com núcleos de ar frio, serão responsáveis por fustigar várias das ilhas açorianas com trovoadas (fruto da convergência de ventos à superfície), que acompanharão a considerável quantidade de chuva, prevista até domingo. Irá este panorama meteorológico chegar a Portugal continental, severamente “sufocado” pela seca?

mapa temperatura; ecmwf; portugal
Apesar da previsível descida da temperatura nos próximos dias, prevê-se que domingo, dia 7 seja muito quente no interior do país, sobretudo no distrito de Bragança.

Da descida da temperatura ao nevoeiro marítimo estival na costa ocidental portuguesa

Apesar da previsível descida gradual da temperatura máxima em praticamente todo o território de Portugal continental, entre esta quinta-feira, dia 4 e até pelo menos ao próximo domingo 7 de agosto, prevê-se registos térmicos ligeiramente acima da média climatológica para a época do ano, com exceção para as regiões do Alentejo e Sotavento Algarvio.

O calor intenso permanecerá regra geral no interior, salientando-se, sem dúvida alguma o Nordeste Transmontano que, a par de outras regiões contíguas, registará avisos meteorológicos amarelos e laranjas por risco significativo de temperatura máxima extrema nalguns locais. Não obstante, no litoral ocidental o calor amenizará consideravelmente. Observaremos, portanto, um forte contraste entre regiões: as do oeste do país, com dias amenos e noites mais frescas, e as do leste, com dias quentes e noites amenas, igualmente quentes ou até mesmo tropicais.

Na vertente atlântica, com recorte litorâneo e exposição ao Oceano, espera-se a persistência do nevoeiro marítimo durante várias madrugadas e manhãs. Este é um nevoeiro típico do verão nas regiões costeiras, que também pode surgir sob a forma de neblina.

É formado pela condensação do vapor de água em condições de estabilidade e nas camadas baixas de atmosfera, por efeito do arrefecimento do ar muito saturado que se encontra sobre o oceano e que é arrastado pela ação lenta do vento de Oeste para Leste, bem como pelo contacto com a temperatura da água do mar que, mais fria devido ao fenómeno do upwelling, origina a névoa como a que podemos observar no artigo abaixo, em destaque.

Já no interior, entre hoje e domingo, há risco de ocorrência pontual de trovoadas dispersas e isoladas em áreas de montanha do interior Norte (desde o Alto Minho ao Nordeste Transmontano). Aqui pode consultar o nosso mapa de raios para observar a probabilidade de atividade elétrica na região onde reside.

Em geral, o ambiente será de céu nublado ou encoberto/enevoado no litoral durante toda a manhã devido aos nevoeiros/neblinas, podendo abrir à tarde devido à intensificação e aquecimento da brisa. O regime de vento dominante será de Oeste ou Noroeste. No interior prevê-se céu pouco nublado ou limpo, mas por vezes com possibilidade de ocorrência das tais trovoadas, bastante isoladas e localizadas em pontos de maior altitude. Não se descarta a ocorrência de granizo.

Açores e Madeira: chuva e trovoada… chegarão ao Continente?

De momento, de acordo com as cartas sinóticas, parece altamente improvável que as sucessivas e pequenas depressões em altitude que regarão com acumulações expressivas os Açores ao longo dos próximos dias, cheguem a Portugal continental. Segundo os mapas de previsão, as nove ilhas açorianas registarão um estado do tempo fortemente condicionado por períodos de chuva ou aguaceiros, fracos a moderados, e com risco de atividade elétrica. A maior acumulação até domingo deverá ocorrer na parte nordeste da Ilha de São Miguel.

A amplitude térmica diária costuma ser muito reduzida, tanto nas Ilhas dos Açores, como na da Madeira, prevendo-se temperatura máxima de 24 ºC e temperatura mínima de 21 ºC para Ponta Delgada durante os próximos dias. Por último, para a Madeira antecipa-se um tempo bem mais tranquilo, com sol e períodos nublados. Contudo, na costa norte poderão cair alguns chuviscos nos próximos dias. Para o Funchal prevê-se temperatura máxima de 25 ºC e mínima de 21 ºC, entre hoje e domingo, dia 7.