tempo.pt

Uma mítica criatura marinha apareceu numa praia na África do Sul!

O que acontece nas profundezas dos oceanos? Com uma semana de diferença, duas lulas gigantes foram encontradas nas praias: a primeira, viva, no Japão, enquanto a segunda foi encontrada morta na Cidade do Cabo, na África do Sul.

Lula Gigante
Esta é a segunda vez, em quase uma semana, que uma lula gigante é encontrada encalhada numa praia.

No espaço de uma semana, duas lulas gigantes foram encontradas nas praias do Japão e da África do Sul. Precisamente, a 22 de abril, a Agence France Presse (AFP) publicou um vídeo no Twitter após a descoberta de uma lula gigante com três metros de comprimento.

Normalmente, vive nas profundezas dos oceanos. Mas, vivo, o enorme cefalópode, encalhado, estava com problemas na praia de Ugu, em Obama, na província de Fukui, no Japão. Após esta descoberta, a lula foi imediatamente transportada para o Aquário Echizen Matsushima na cidade de Sakai.

No dia 29 de abril, pouco mais de uma semana após este encontro, uma segunda lula gigante, desta vez morta, foi encontrada na praia de Kommetjie, na Cidade do Cabo, África do Sul. De acordo com os meios de comunicação locais, o corpo do cefalópode teria encalhado na noite de sexta-feira e teria sido visto na manhã de sábado. O animal tinha cerca de quatro metros de comprimento.

As autoridades do país apelaram a um museu local para recuperar o corpo. Os cientistas recolheram amostras de tecido para análise de DNA para aprender mais sobre esta criatura marinha pouco conhecida. Mas, infelizmente, a lula já tinha sido esfolada pelos pescadores.

Restaram apenas os seus restos, pois os órgãos mais procurados foram cortados e roubados, a saber: os olhos, o bico e os tentáculos. De acordo com testemunhas oculares, o animal tinha um "grande corte" acima dos tentáculos. De acordo com Jon Friedman, porta-voz da organização de resgate de animais Cape of Good Hope SPCA, pode ter sido causado por uma hélice de barco.

Este animal marinho tem dois olhos enormes com cerca de 30 cm de diâmetro, os maiores do reino animal! - e que lhe permitem detetar presas e predadores bioluminescentes que espreitam no escuro, bem como dois tentáculos de alimentação, que lhe permitem caçar até 10 metros de distância!

Os seus oito braços apresentam ventosas com 5 cm de largura, com pequenos dentes que permitem guiar a sua presa em direção ao bico pontiagudo. O seu corpo também permite que cuspa tinta e se mova via propulsão.

As lulas gigantes são animais muito difíceis de observar porque vivem em profundidades que ultrapassam os 500 metros! Têm sido objeto de muitos mitos, principalmente o do Kraken na mitologia nórdica, e até já inspiraram o famoso romance de Júlio Vernes, Vinte Mil Léguas Submarinas.