StoreWindows10

‘Tsunami’ de neve na Rússia: Sibéria está em andamento

Na segunda-feira, moradores da cidade russa de Krasnoyarsk testemunharam uma tempestade de neve espetacular. Uma densa cortina branca do meteoro branco "engoliu" a cidade em questão de minutos.

Alfredo Graça Alfredo Graça 14 Nov. 2018 - 19:26 UTC

Na segunda-feira, uma tempestade de neve deixou imagens espetaculares na cidade russa de Krasnoyarsk, a terceira maior da Sibéria. O "tsunami", como foi nomeado pelos meios de comunicação social locais, reduziu drasticamente a visibilidade em questão de minutos e cobriu tudo com uma fina camada de neve. Segundo o jornal digital The Siberian Times, à medida que passava o ‘tsunami’, a temperatura caiu de 3 ºC para -6 ºC, abrindo as portas para o inverno.

Na mesma região, a cidade de Norilsk esta semana registou temperaturas de -25 ºC. O "frigorífico" da Sibéria já está em marcha e, em questão de dias, prevê-se que parte desse frio, canalizado por um poderoso anticiclone localizado na Escandinávia, chegue ao continente europeu. O ar polar continental mover-se-á de forma retrógrada, de este para oeste, e na próxima semana estenderá as anomalias negativas de temperatura por áreas onde este outono tem sido extraordinariamente quente. Caso da Polónia, Alemanha ou Holanda.

Publicidade