Tempo no fim de semana: verão antecipado e termómetro acima dos 30 ºC

Depois da chuva, chega o sol! Anticlone adianta o verão e as temperaturas máximas serão de 35 ºC a 37 ºC em vários pontos do país no fim de semana. Confira a previsão!

Alfredo Graça Alfredo Graça 10 Maio 2019 - 15:42 UTC
O calor será o protagonista do tempo este fim de semana em Portugal continental.

Após uma semana marcada por episódios de precipitação fracos a moderados, que continuam a contribuir para o atenuar da situação de seca, especialmente na região Norte e no litoral da região Centro, o cenário meteorológico perspetiva mudanças radicais suportadas pelas previsões do modelo europeu ECMWF. No que toca sobretudo às temperaturas, os valores térmicos quer de máximas quer das mínimas vão disparar de norte a sul de Portugal continental. Pode falar-se por isso num autêntico verão antecipado em pleno mês de maio!

Analisando a atual situação sinótica, esta deve-se ao estabelecimento de um anticiclone a oeste do território português, cujas altas pressões influenciarão a Europa Ocidental. Em atuação conjunta com o núcleo depressionário no Norte de África, esta realidade forçará a deslocação massiva de ar quente do Sahara (maioritariamente proveniente do deserto) rumo ao continente português. As temperaturas máximas superarão largamente os 30 ºC em praticamente todo o país, especialmente a sul do Tejo, (mas também em alguns lugares do Centro) nas regiões do Alentejo, Algarve e Vale do Tejo. Assim, o tempo convidará a tomar banhos de sol na praia, enfim, aproveite para dar também uns mergulhos no mar!

Calor significativo no fim de semana

Este trata-se do primeiro episódio de calor recorde do ano, aliás, o termómetro poderá atingir temperaturas e valores históricos bastante superiores à média para esta altura do ano. Este calor extremo terá a duração de três dias, estendendo-se previsivelmente até terça-feira.

Assim, as temperaturas vão ascender veloz e radicalmente, provocando mesmo situações relativamente perigosas para a saúde, que exigem cautela. Para além do contraste térmico que poderá ser sentido em apenas algumas horas nos nossos organismos, a concentração elevada de poeiras e partículas em suspensão devido às massas de ar quente e seco provenientes de África, bem como os pólenes que vagueiam pelo ar em resultado da primavera, podem ser prejudiciais à saúde.

Verificar-se-á uma deterioração da qualidade do ar e pode ocorrer o agravamento de doenças do foro respiratório como rinite, asma, tosses crónicas, entre outras, portanto tenha muito cuidado! Há que realçar que devido às elevadas temperaturas, o risco de incêndio mais que duplicou, recomendando-se máxima cautela e cuidados especiais para evituar acontecimento desagradáveis.

Domingo muito quente

Para amanhã (11), antecipa-se céu limpo, na metade austral do país. No Norte e Centro, o céu estará parcialmente nublado. As temperaturas máximas vão subir na ordem dos 2 a 4 ºC em quase todo o país. O vento soprará do quadrante Norte, girando para este posteriormente. Já não restarão vestígios de precipitação, a não ser talvez algum nevoeiro matinal no litoral Norte. Finalmente poderá dar passeios ao ar livre!

Para a jornada de domingo, projeta-se nova subida a pique das temperaturas máximas, evidenciando-se um panorama meteorológico de céu limpo em todo o país, com exceção de algumas nuvens pontuais no interior Norte e em Viana do Castelo. Prevê-se que o termómetro apresente valores térmicos máximos de 27 ºC em Braga, 27 ºC no Porto, 29 ºC em Aveiro, 30 ºC em Coimbra, 31 ºC em Lisboa, 32 ºC em Santarém, 32 ºC em Évora, 34 ºC em Beja e 26 ºC no Algarve.

Publicidade