Chuva e vento forte fazem-nos companhia este fim de semana

Este fim de semana teremos vento Sul a soprar com muita força em todo o país, mar revolto e intensificação da chuva. Contamos-lhe ao detalhe o que se vai passar nos próximos dias.

Alfredo Graça Alfredo Graça 13 Dez. 2019 - 19:46 UTC
Espera-se muita chuva este fim de semana, especialmente no domingo. O vento soprará com força. Abrigue-se!

Estamos quase na segunda metade de dezembro de 2019, faltando pouco para o fim do ano civil e o tempo instável não dá tréguas, à exceção duma primeira semana do mês muito soalheira. Pode-se dizer que, apesar da seca meteorológica que imperou em Portugal continental até meados do mês de outubro (cuja segunda metade foi rica em precipitação), a situação dos índices hídricos melhorou imenso nas últimas 8 a 9 semanas.

Novembro foi um mês consideravelmente abundante no que toca à pluviosidade registada a nível nacional. Neste momento, a análise climatológica indica que a seca grave persiste apenas no Baixo Alentejo e Algarve, regiões que podem vir a registar chuva nas próximas semanas, ainda antes do Ano Novo.

Amanhã teremos um dia cinzento, recheado de nebulosidade e alguns chuviscos na região Norte, embora se antecipem algumas abertas de norte a sul do país. O vento soprará moderado predominantemente do quadrante sul, e a instabilidade atmosférica começará a reforçar-se devido às perturbações frontais originadas pela passagem de algumas depressões (baixas pressões ciclónicas) a norte da Península Ibérica, que inclusive baixarão em latitude proporcionando o agravamento do estado do tempo no domingo. No sábado, a temperatura não sofrerá oscilações significativas.

Tempo mais adverso será no domingo

Para domingo, prevê-se chuva fraca, com períodos moderados, em especial entre o meio-dia e as 18 horas. As regiões Norte e Centro, destacando-se Minho e Douro Litoral, serão particularmente atingidas pela precipitação. Poderá até vir a ser pontualmente forte. A tendência é para que aumente de intensidade ao longo da tarde do dia 15, e que se desloque numa orientação Noroeste-Sudoeste. O Alentejo e o Algarve terão finalmente mais acumulados de chuva interessantes, que atenuarão significativamente a carência hídrica dos solos agrícolas.

Além da chuva e da névoa densa, antecipa-se um fim de semana marcado pela mar revolto, com ondas de noroeste com 4 a 5 metros de altura. Está vigente o aviso amarelo por risco moderado de agitação marítima até às 23h59 de domingo em toda a costa de Portugal continental. O vento soprará moderado a forte, com rajadas até 80 km/h, ora de Sul, ora de Sudoeste.

Quanto à temperatura, não sofrerá grandes oscilações, sendo no entanto de realçar, que a temperatura máxima irá descer ligeiramente no domingo, especialmente no Norte. Os termómetros vão assinalar máxima de 13 ºC no distrito do Porto, de 12 ºC no distrito de Viseu, de 16 ºC no distrito de Lisboa, de 12 ºC no distrito de Portalegre, de 15 ºC no distrito de Setúbal e de 18 ºC no distrito de Faro.

Publicidade