Grécia: Incêndios de grandes dimensões consomem a ilha de Evia

Os incêndios que lavram há seis dias consecutivos na Grécia continuam imparáveis. Na ilha de Evia, localizada a nordeste de Atenas, milhares de pessoas foram evacuadas através de ferries para fugir às chamas. As imagens são chocantes.

Milhares de pessoas foram forçadas a abandonar as suas casas na ilha de Evia este fim de semana em resultado dos terríveis incêndios que consomem a Grécia pelo sexto dia consecutivo. As autoridades locais montaram uma operação de evacuação, recorrendo a ferries para transportar toda a gente que estava em perigo para um local seguro.

As chamas em Evia, ilha situada a nordeste da capital grega – Atenas – progrediram rapidamente e em várias frentes fazendo arder dezenas de hectares e obrigando à evacuação de dezenas de aldeias. Os incêndios florestais que atormentam a Grécia irromperam neste país do Mediterrâneo devido a uma potente onda de calor que já dura há uma semana – já é considerada a mais extrema dos últimos 30 anos.

As temperaturas elevadíssimas, conjugadas com os ventos fortes geraram um autêntico ‘rastilho de pólvora’. Além das áreas de floresta que ficaram carbonizadas, inúmeras habitações e zonas edificadas ficaram parcial ou totalmente destruídas.

Segundo o Governo grego, mais de 570 bombeiros encontram-se no teatro das operações em Evia, combatendo as chamas com o auxílio do Exército e de outros países como a Espanha, França, Suíça e Egito que enviaram aeronaves. O governador da Região Centro da Grécia, Fanis Spanos, afirmou, em declarações à Skai TV, que “As frentes do incêndio são enormes, a área de terra queimada é enorme” e o panorama afigura-se “muito complicado”, dado que está longe de estar controlado.

Na última noite o fogo dividiu a ilha ao meio, isolando a parte Norte e ameaçando mais aldeias e a cidade de Istiaia. Para os próximos dias, as condições de tempo seco e quente vão manter-se em Evia, o que não contribui em nada para o aliviar da situação.