Bezos: "No futuro visitar a Terra será como ir a uma reserva natural"

Jeff Bezos, explorador espacial e proprietário da Blue Origin, previu recentemente que a Terra se vai tornar uma "reserva natural" em breve. O bilionário acrescentou que no futuro milhões de pessoas vão nascer no Espaço. Bizarro, não é? Contamos-lhe mais aqui!

Jeff Bezos, Blue Origin, Terra, reserva natural
Jeff Bezos acredita que no futuro os humanos visitarão a Terra como quem vai a uma reserva natural. Créditos da Imagem: Joshua Roberts

O fundador da Amazon e explorador espacial Jeff Bezos, proprietário da Blue Origin, previu recentemente que a Terra se vai tornar uma "reserva natural" em breve. Quando falava durante o fórum anual Ignatius, em Washington D.C. (Estados Unidos), Bezos disse que a Terra será destinada apenas para alguns, os que "serão autorizados a ficar aqui no futuro".

Acrescentou também que o nosso planeta é um lugar especial e que "não podemos arruiná-lo". Ao falar sobre a Blue Origin, a sua nova empresa, Bezos explicou que os especialistas têm como objetivo garantir que milhões de pessoas não só trabalhem no espaço, como também nasçam e façam do Espaço o seu lar, a sua casa principal.

Deslocação de pessoas da Terra para o Espaço

Bezos explicou também que milhões de pessoas vão deslocar-se da Terra para o Espaço ao longo do tempo. Além disso, a visão da Blue Origin assenta no facto de fazer com que milhões de pessoas passem a trabalhar no Espaço.

O bilionário afirmou que durante centenas de anos, a maioria, ou uma parte significativa das pessoas irá "nascer no Espaço", sendo esta a primeira casa destes seres humanos. Além do mais, estas colónias serão o seu berço e provavelmente o local da sua residência.

Estas pessoas poderão visitar a Terra da mesma forma que visitaríamos um Parque Nacional, segundo as previsões de Bezos. O bilionário acredita que as colónias espaciais no futuro terão florestas, vida selvagem e rios próprios. O executivo empresarial afirmou também, que é inevitável expandir as zonas de vida para as pessoas se a raça humana continuar a crescer ao mesmo ritmo.

O que projeta Bezos para a Terra?

Ao descrever a sua previsão, Jeff Bezos disse que este planeta pode suportar, por exemplo, 10 mil milhões de pessoas até um certo nível. Segundo ele, ter-se-ia de trabalhar ‘no duro’ para descobrir como o fazer (suportar 10 mil milhões de pessoas) sem causar degradação na Terra. Bezos acrescentou que o Sistema Solar pode "suportar um trilião de pessoas".

Embora o bilionário seja relativamente positivo em transportar a Humanidade para o Espaço e manter este planeta para apenas alguns selecionados, não tem a certeza sobre quem deve decidir quem vai ficar no planeta Terra.

Segundo Jeff Bezos, o planeta Terra pode suportar 10 mil milhões de pessoas até um certo nível (…) acrescentando que o Sistema Solar pode suportar um trilião de pessoas.

Bezos considera também que a sua empresa pode, no futuro, ser rotulada como "embaixadores da Terra". A parte difícil não é viajar pelo Espaço dado que essa parte foi abordada na década de 1960. A parte difícil, especifica, será a reutilização operacional. Ainda é preciso afinar a prática para que seja obtida corretamente.

Habitats Espaciais, uma forma de suportar o crescimento sustentável da Humanidade?

Pegando no conceito de Habitats Espaciais, repare-se no exemplo providenciado pelo European Union Times que descreve a Amazon como sendo infamemente engenhosa ao apertar os seus trabalhadores em cada quebra de produtividade.

Esta é a razão pela qual, a descrição similarmente interessante de "cidades-fábrica da Amazon" para resolver a desigualdade económica nos Estados Unidos, foi recebida com respostas desfavoráveis quando foi proposta em setembro por um colunista da Bloomberg.

O ex-líder da Amazon referiu-se a Gerard O'Neill, físico da Princeton University, que propôs a ideia de habitats espaciais durante a década de 1970, como sendo uma fonte de inspiração para ele. Acrescentou que o tipo de expansão que previa era inevitável e previsível se a Humanidade quiser continuar a crescer de forma sustentável.