A "inexplicável" maré de sangue em Ormuz

Nas últimas horas este vídeo tornou-se viral porque apresenta uma "maré de sangue cientificamente inexplicável". Mistério ou fake? Contamos-lhe o que há por detrás desta panorâmica espetacular.

Juan José Villena Juan José Villena Alfredo Graça 16 Maio 2019 - 15:27 UTC

Nas últimas horas tornou-se viral um vídeo que mostra um ‘mar de sangue’ procedente da ilha de Ormuz, no Irão. O enunciado adverte a condição inóspita do fenómeno, “os cientistas e especialistas não encontram explicação”. Isto é falso. Basta rever a ‘timeline’ do autor, Ali Marsal, para ver a total naturalidade com a qual se move a panorâmica. Trata-se de um lugar turístico do Golfo Pérsico precisamente por isso, a cor vermelha da paisagem e da água: a Praia Vermelha.

O solo de Ormuz possui uma elevada concentração de óxido de ferro que concede à paisagem um característico tom avermelhado. Lá, onde a areia é mais vermelha, as ondas do mar são tingidas e adquirem uma tom rosado. Este componente tem sido utilizado durante décadas na indústria têxtil (tinturaria), cosméticos, vidro e cerâmica, sendo exportado desde locais como este. Nos blogues de viagens é fácil encontrar referências da ilha que associam a sua paisagem ao arco-íris devido à riqueza de cores da sua terra e rochas, as “montanhas multicolores”. Também se podem encontrar praias vermelhas na Europa, como no município de Muskiz, no País Basco, e na Ilha do Príncipe Eduardo do Canadá, por exemplo.

Publicidade