Tempo em fevereiro: um mês de contrastes?

Se nas primeiras duas semanas até nos espera um tempo calmo, sem grande instabilidade atmosférica, as previsões apontam para uma mudança radical em meados do mês. O que vem aí?

Alfredo Graça Alfredo Graça 04 Fev. 2019 - 12:52 UTC
Tempo nublado ou quase limpo, sem chuva, com sol a espreitar por entre as nuvens, mas com grande mudança a partir de 18 de fevereiro...

Se em janeiro tivemos um mês marcado pela ausência de precipitação nas primeiras duas semanas, com chuva a aparecer em meados do mês e uns últimos dias recheados de autênticos aguaceiros, vendavais e agitação marítima enorme, também devido à passagem da tempestade Helena, o que nos espera para fevereiro?

Para esta primeira semana de fevereiro, que aliás já começou na última sexta-feira, espera-se um total de precipitação inferior ao normal, com ausência de chuva na maioria dos dias em quase todo o território. No que concerne às temperaturas, elas serão inferiores na maioria dos territórios áquilo que por norma são em termos climatológicos, prevendo-se nalguns locais anomalias negativas de -3 ºC a -1 ºC, sobretudo na região Norte e quanto mais caminhando para o interior Norte, mais estas variações térmicas se acentuam.. Assim será mais ao menos até dia(s) 10/11 de fevereiro.

O mês iniciou com um espesso nevão nas terras altas, em especial em Montalegre, na serra do Larouco, na serra do Montesinho em Bragança, e em Pitões das Júnias, também em Montalegre mas na serra do Gerês, locais do norte português que verificaram acumulados bastante significativos de neve.

Na semana que inicia a 11 de fevereiro (a próxima semana), as tendências prevêem total ausência de chuva, com a presença de nebulosidade a ameaçar chuva só nos últimos dias da próxima semana, talvez entre o 16 e o 17 de fevereiro. Aliás, até lá o céu estará quase sempre limpo e no que toca às temperaturas, estas serão novamente inferiores à média, variando as anomalias entre -1 ºC e 0 ºC. Ou seja, na primeira metade do mês, teremos um fevereiro pouco chuvoso, bastante frio e com vento em geral fraco a moderado.

O tempo altera-se significativamente a partir de dia 18

O modelo ECMWF aponta para uma mudança drástica a partir deste dia, com a chegada de sistemas frontais que trazem significativas quantidades de precipitação a todo o território, com quase 30 mm superior à média de outros anos. Quanto às temperaturas, não se consegue prever exatamente como serão mas possivelmente, devido à chegada da chuva, poderão subir ligeiramente, ficando o tempo mais ameno. A chuva chegará novamente a Viana do Castelo, Braga, Porto, Lisboa e até mesmo a região do Algarve não será poupada.

E os Arquipélagos?

Com chuva praticamente certa nas primeiras duas semanas, nos Açores, embora com tendência a diminuir progressivamente, espera-se um mês bastante ventoso nas ilhas açorianas, ainda que com pouca variação térmica andando as máximas constantemente na ordem dos 15 ºC a 17 ºC.

Quanto ao arquipélago da Madeira, é praticamente certo que a chuva não irá fazer companhia aos madeirenses na grande maioria do mês, com exceção de um ou outro caso pontual como no dia 11 de fevereiro em que se prevê chuva fraca. O tempo estará sempre ligeiramente nublado, sem chuva, vento fraco a moderado e as temperaturas máximas oscilarão, no Funchal, entre 17 ºC e 18 ºC.

Publicidade