O tempo na segunda quinzena de maio

Um cenário bipartido é o que se prevê para Portugal. Num primeiro momento o frio voltará acompanhado de alguns aguaceiros e instabilidade atmosférica, mas depois o tempo tornará a mudar. Confira a previsão!

Alfredo Graça Alfredo Graça 15 Maio 2019 - 14:10 UTC
Nas próximas semanas em Portugal o tempo será bastante variável. Primeiro chega o frio, depois a atmosfera aquecerá de novo.

Começa hoje a segunda metade do mês e muitos portugueses questionam se este calor anormal dos últimos dias voltará a repetir-se. Tal como avançamos previamente, na previsão para o tempo esta semana em Portugal continental, o modelo Europeu ECMWF antecipa a mudança brusca do estado de tempo já a partir de amanhã, com a descida drástica e brusca das temperaturas em todo o país, como resultado da intrusão de uma depressão atmosférica (baixas pressões) originária do Oceano Atlântico.

As previsões de médio prazo indicam que o tempo deverá continuar fresco e até algo húmido até ao fim do mês, mas alternando com a existência de dias mais amenos e soalheiros, dias de céu limpo. No entanto, o calor que se fez sentir nos últimos dias não deverá voltar a repetir-se. Como já referimos anteriormente, é uma situação para ir acompanhando já que a fiabilidade das previsões a médio prazo costuma ser reduzida, podendo haver modificações no cenário traçado.

O frio regressa amanhã

O contraste térmico será deveras evidente. Num espaço de 24 horas as temperaturas diminuirão acentuadamente, entre 10 ºC a 12 ºC. O padrão atmosférico evidencia assim mudanças entre hoje, 15 e amanhã 16 de maio, prolongando-se este tempo mais fresco e também provavelmente algo húmido, até 21 de maio, próxima terça-feira.

Entre esta e a próxima semana serão favoráveis as condições para o desenvolvimento de episódios de precipitação, ainda que sob a forma de aguaceiros fracos e isolados, que incidirão principalmente no litoral Oeste, a norte do Tejo, mas também com alguns chuviscos no interior, dispersando-se localmente desde Viana do Castelo até Bragança, entre o Porto e Leiria, e estendendo-se entre Coimbra e a Guarda. A presença do vento também será bastante marcada, a soprar do quadrante oeste e em geral de forma moderada.

Anomalia de temperatura prevista para Portugal Continental segundo o modelo ECMWF na semana de 20-26 de maio.

A nebulosidade espessa e um céu pintado em tons de cinza ou cinza-escuro espalhar-se-ão por todo o país. Assim, recomendamos-lhe que não guarde já os casacos e demais indumentárias para o frio, porque ainda vai precisar deles. No Alentejo, no Algarve e na maioria dos territórios do interior, a chuva não será protagonista do tempo. Apenas se notará o frio e alguma nebulosidade.

Tempo poderá aquecer a partir do dia 22

A partir de dia 22, os modelos projetam uma tendência para o aquecimento do tempo, contudo de um cariz mais tímido. Pode efetivamente dizer-se que continua uma Primavera de grandes contrastes, com uma dinamismo bastante volátil do ponto de vista atmosférico.

Em suma, a precipitação prevista para as próximas semanas de maio registará uma anomalia negativa na ordem de -10 mm em relação ao normal. No que toca às temperaturas, o calor sentir-se-á até ao final do dia de hoje, sendo que a partir de amanhã e até meio da próxima semana o frio despertará e as temperaturas voltarão para valores invernais, registando valores inferiores ao normal.

A anomalia negativa será de -1 ºC, especialmente nos territórios do litoral. Na última semana, entre os dias 27 e 31 de maio, antecipa-se um grande aquecimento na atmosfera, com os termómetros a registarem uma anomalia positiva de 0 ºC a 3 ºC. A temperatura deverá ser superior ao que costuma ser nesta altura do ano. Enfim, um verdadeiro desfile primaveril do tempo, ora fazendo frio ora fazendo calor.

Publicidade