Como vai estar o tempo na semana da Páscoa?

A Semana da Páscoa arranca com tempo, em geral, seco, algum calor e poeiras em suspensão. Na segunda metade da semana, prevê-se uma abrupta alteração do estado do tempo. O que vai acontecer? Confira a previsão!

Páscoa Consulta o nosso especial Tempo na Páscoa
poeiras saarianas; trovoada; instabilidade;
A Semana da Páscoa vai registar um pouco de tudo, prevendo-se uma abrupta alteração do estado do tempo daqui a alguns dias. O que vai acontecer?

A Semana Santa este ano será novamente atípica devido à situação sanitária, estando proibida a circulação entre concelhos. Como já é habitual nesta altura do ano, prevê-se que a situação meteorológica seja muito variável, e ao longo dos próximos dias teremos praticamente de tudo: desde sol, calor e poeiras em suspensão, até mesmo aguaceiros e trovoada.

Com base no nosso modelo de referência, o HRES-IFS do ECMWF, uma nova tempestade, semelhante à que atingiu a Madeira no passado fim de semana, atingirá a Península Ibérica em meados desta semana, com maior probabilidade logo no arranque do mês de abril. Até lá, o vento de leste ou sudeste predominará em toda a geografia continental com a presença de poeiras em suspensão e um calor atípico para esta altura do ano.

Poeiras em suspensão com risco para a saúde e calor

Esta segunda-feira (29) arrancou com céu nublado, tendo-se registado suave descida da temperatura. Alguns aguaceiros fracos localizados poderão surgir ao longo do dia, eventualmente acompanhados de trovoada. Além disso, a massa de ar quente, potenciada pelo fluxo de leste e sueste vai continuar a exercer influência em território nacional, arrastando poeiras do deserto do Saara.

Espera-se que tanto na terça (30) como na quarta-feira (31), o céu esteja muito turvo devido à presença desta poeira em suspensão, cuja concentração na atmosfera deverá ultrapassar o limiar de risco para a saúde estabelecido pela Organização Mundial da Saúde, colocando em perigo a população, e em particular, os indivíduos com problemas ou doenças respiratórias.

Para terça-feira estão previstos mais aguaceiros dispersos e fracos, irregularmente repartidos pelo território. No entanto, o panorama meteorológico dominante é o de tempo ameno a quente/abafado, seco e com nebulosidade, em grande parte causada pela poeira africana.

As temperaturas vão continuar a subir até quarta-feira (31), com março de 2021 a despedir-se com um calor incomum, nalguns sítios até 10 ºC acima do normal. Os termómetros vão registar valores muito elevados, quase de verão em algumas localidades, com valores de 28 a 29 ºC na quarta-feira (31) no distrito de Coimbra, Évora, Beja, Leiria e Santarém. As temperaturas rondarão os 25 ºC no Norte do país, em cidades como Viana do Castelo, Braga, Viseu ou Porto. Possivelmente, será o dia mais quente do ano de 2021 até agora, superando valores máximos registados anteriormente num mês de março.

Instabilidade e descida das temperaturas

A coincidir justamente com o início de abril de 2021, a segunda parte da Semana Santa registará uma mudança no estado do tempo, começando instável e com presença de trovoada.

A segunda parte da Semana da Páscoa vai registar uma mudança no estado do tempo, a coincidir com abril, esperando-se instabilidade e descida das temperaturas. Está prevista precipitação, acompanhada de trovoada.

As tempestades que chegarem à nossa latitude vão dar de caras com um ar mais quente, que poderá originar trovoada devido à interação das massas de ar, a que cá está e a que está por chegar. Devido a isso, poderá surgir convecção e consequentemente trovoadas de evolução diurna. Garantida estará também a descida das temperaturas e o ar ficará parcialmente limpo da poeira que nos vai acompanhar por estes dias.

E nos Açores e na Madeira?

Hoje e amanhã predominará a estabilidade na Região Autónoma da Madeira, apenas interrompida por alguns chuviscos, e vento Norte de fraca a moderada intensidade. Na quarta-feira, o fluxo gira para o quadrante Sul, passando a soprar com forte intensidade na ilha, e uma tempestade fria isolada, a mesma que irá atingir o continente a partir de quinta-feira, deixará aguaceiros inicialmente intensos, tornando-se cada vez menos frequentes ao longo do dia. No resto da semana e até ao domingo de Páscoa, os mapas apontam para a estabilidade anticiclónica na Madeira.

O tempo no arquipélago dos Açores vai registar fases distintas na Semana Santa. Hoje e amanhã (30), estará sob a influência de uma superfície frontal, com predomínio de vento forte do quadrante Sul, que depois rodará para Norte. Deixará chuva fraca a moderada em todas as ilhas do Arquipélago. Seguem-se dois dias de alguma calma atmosférica. Na sexta-feira Santa prevê-se outro sistema de baixas pressões, que afetará, de novo, todos os Grupos, dando início a outro período de tempo adverso, com risco de inundações.