StoreWindows10

Um enorme “dust devil” engole uns operários chilenos

Na terça-feira alguns trabalhadores em Sierra Gorda, no Chile, foram surpreendidos por uma colossal tempestade de areia. Acabaram por se ver dentro do redemoinho entre fortes rajadas de vento e poeira.

Alfredo Graça Alfredo Graça 08 Nov. 2018 - 11:58 UTC

Na terça-feira, o trabalho de alguns trabalhadores em Sierra Gorda, no Chile, foi interrompido por um enorme vórtice de ventos intensos e poeira de vários metros de diâmetro. Nos vídeos pode-se observar uma grande tempestade de areia, também conhecida como dust devil – diabo de poeira. Estes fenómenos, que aparecem em dias secos e quentes, podem chegar aos 1000 metros de altura e causar rajadas de vento de até 100 quilómetros por hora.

As tempestades de areia têm uma aparência muito semelhante com os tornados, mas a sua origem é diferente: aproveitam o contraste entre a superfície terrestre sobreaquecida e o ar mais fresco disponível em altura para girar como um pião, estimulado pelo "efeito Coriolis" que sai da própria rotação terrestre.

"Foi às 17:00 horas chilenas" e estava calor, “aqui ultrapassa-se os 35ºC todos os dias", disse Mauri Seba, um dos trabalhadores que se viu envolvido no redemoinho. Apesar do espalhafato, o fenómeno não provocou qualquer dano, "só moveu cones, aqui está tudo bem firme". Os operadores estão habituados a trabalhar nestas condições de calor intenso no meio de uma paisagem desértica. Lá é fácil depararem-se com diabos. "São habituais, mas desta magnitude não muito", realça Seba, que nunca esquecerá este fenómeno que deu a volta ao mundo.

Publicidade