tempo.pt

Peritos perplexos com sorriso humano de tubarão do mar profundo

Um tubarão de aspeto bizarro foi apanhado por um pescador ao largo da costa da Austrália, deixando os biólogos perplexos sobre a espécie a que pertence. Saiba mais aqui!

Tubarão de mar profundo
Uma imagem do tubarão misterioso apanhado na Austrália. Créditos: Trapman Bermagui/Facebook.

Um tubarão invulgar com olhos salientes e um sorriso bizarro, semelhante ao humano, deixou peritos a debater sobre que espécie é, depois de ter sido transportado das águas profundas ao largo da costa sudeste da Austrália.

O tubarão foi apanhado por um pescador de alto mar que dá pelo nome online de Trapman Bermagui. O pescador partilhou uma imagem do estranho peixe no Facebook a 12 de setembro, o que suscitou uma discussão sobre a sua identificação.

Como é evidente na imagem, a sua aparência é certamente impressionante, com um conjunto de mandíbulas que sobressaem do rosto para revelar uma fila de dentes hediondos, colocados abaixo de enormes olhos azul-magnéticos, reminiscentes do próprio oceano.

Algumas pessoas comentaram que o tubarão era "o material dos pesadelos", enquanto outras expressaram a sua admiração, sugerindo que o espécime era mais um belo monstro.

Que tipo de tubarão é?

Houve muitas sugestões dos utilizadores do Facebook de que o animal pode ser um tubarão cookiecutter ( Isistius brasiliensis) - um tipo de tubarão assim chamado devido ao seu hábito de causar mordeduras circulares em animais maiores. No entanto, falando à Newsweek, Bermagui teve uma explicação diferente.

"Totalmente não é um cookiecutter", disse ele. "É um tubarão de pele áspera, também conhecido como uma espécie de tubarão-cão. Estes tubarões são comuns em profundidades superiores a 600 metros. Apanhamo-los normalmente no inverno".

O tubarão-cão, (Centrophorus moluccensis) é uma espécie de tubarão de profundidade encontrada em muitos dos oceanos do mundo e que vive no fundo da coluna de água, até profundidades de cerca de 800 metros. Alimentam-se principalmente de peixes ósseos, embora também se alimentem de caranguejos ou outros tubarões. O espécime em questão foi capturado a uma profundidade de 650m, medindo 1,5m de comprimento e pesando 15kg.

Oceano
Os oceanos ainda contêm muitos segredos e mistérios, especialmente nas partes mais profundas.

Os peritos em tubarões discordaram da identificação feita por Bermagui, no entanto, apresentam outras ideias. Dean Grubbs, diretor associado de investigação no Laboratório Costeiro e Marinho da Universidade Estadual da Flórida, disse à Newsweek que a espécie parecia ser Centroscymnus owstoni - um tubarão-dorminhoco intimamente relacionado com o tubarão-cão.

Christopher Lowe, professor e diretor do Laboratório de Tubarões Long Beach da Universidade Estadual da Califórnia, sugeriu, em vez disso, que se tratava de um tubarão-grande de águas profundas conhecido como Dalatias lata.

Os mistérios do oceano profundo

Em casos como estes, os peritos exigem frequentemente um exame adequado de um espécime a fim de determinar com precisão a espécie, uma vez que uma simples fotografia de parte do animal não é normalmente suficiente para satisfazer.

É um facto lamentável que um terço de todas as espécies de tubarões conhecidas estejam ameaçadas de extinção, com mais de 100 milhões de tubarões mortos todos os anos através de atividades de pesca.

Os peixes de profundidade podem ser particularmente problemáticos, uma vez que novas espécies estão a ser descobertas regularmente, com muitos dos tubarões que vivem nas profundezas mais escuras do oceano a assumir um aspeto semelhante. Os olhos enormes e salientes do espécime acima mencionado são uma característica comum dos tubarões de profundidade, servindo como uma adaptação à vida a níveis de luz extremamente baixos.

Embora novas espécies estejam a ser descobertas, é um facto lamentável que um terço de todas as espécies de tubarões conhecidas estejam ameaçadas de extinção, com mais de 100 milhões de tubarões mortos todos os anos através de atividades de pesca.