Nevões impressionantes pintam de branco a Península Ibérica

Nos últimas dias, Portugal e Espanha foram palco de um fascinante espetáculo de queda de neve nas regiões montanhosas. Os majestosos nevões pintaram de branco pontos do Norte e Centro português como Montalegre, Gerês e Serra da Estrela. Confira aqui!

Alfredo Graça Alfredo Graça 16 Nov. 2019 - 12:53 UTC

A Península Ibérica esteve nos últimos dois dias embebida pela influência de uma potente massa de ar polar marítima, proveniente de latitudes setentrionais que ao passar por zonas marítimas, recolheu e transportou humidade abundante. O resultado foi uma descida acentuadas das temperaturas em todo o território continental português e chuvadas, especialmente na região Norte e Centro, com impacto peculiar na quinta-feira, dia 14.

Os pontos mais elevados, geralmente áreas montanhosas, foram pintados de branco por majestosos ‘tapetes’ de neve que cobriram várias localidades do Norte (distritos de Bragança e Vila Real) e do Centro (Serra da Estrela). A queda de neve ocorreu em Montalegre, Vinhais, Gerês e nas Serras da Nogueira, do Larouco e da Estrela, entre outras localidades e sistemas montanhosos.

A neve e a chuva foram acompanhadas pela descida da temperatura, intensificada pelos ventos fortes que incrementaram notavelmente a sensação de frio. O vento soprou, ao longo das últimas 48 horas, rajadas de 85 km/h nas regiões Norte e Centro, alcançando valores máximos de 95 km/h nas terras altas.

Nesta manhã de sábado, a Serra da Nogueira, que abrange os concelhos de Bragança, Macedo de Cavaleiros e Vinhais amanheceu vestida de branco com extensas acumulações de neve. O vento, o frio e a temperatura têm sido protagonistas em grande parte da Península Ibérica. A chuva deverá regressar amanhã a todo o país, embora de forma fraca. Abrigue-se!

Publicidade