Itália “treme” com o ar ártico: cidades com um metro de neve

Algumas cidades no centro e sul de Itália acumularam nas últimas horas mais de um metro de neve. As imagens que saem de lá são espetaculares. O ar ártico irrompeu com força.

Alfredo Graça Alfredo Graça 04 Jan. 2019 - 10:07 UTC

Os modelos de previsão já avisavam há vários dias: um fluxo aéreo ártico iria congelar metade da Europa na parte final da semana, e assim tem sido. Desde ontem, o gelo e a neve tomaram conta da paisagem de países como a Áustria, a Croácia ou a Itália. O centro e o sul da península italiana parecem ter assumido a pior parte. Na região de Abruzzo, nas margens do Mar Adriático, algumas aldeias acumulam mais de um metro de neve, no caso de Gamberale ou Pizzoferrato.

Nas últimas horas a neve caiu com força nos Apeninos. As aldeias de maior altitude na área de Aquila sofreram interrupções de trânsito, especialmente quando a neve aumentou. A cidade de Lecce, localizada a poucos quilómetros da costa, também surgiu sob o meteoro branco e algumas das suas estradas tiveram que ser cortadas. Em Salento nevou à cota zero.

No norte da Itália as neves são predominantes, mas a presença do sol nem por isso está a tornar o dia agradável, longe disso. Esta manhã as geadas foram moderadas em Modena ou Carpi, com registos abaixo dos -5 ºC. Hoje, poucos observatórios superam os 5 ºC, e nas próximas horas continuará a nevar em cotas baixas do centro e sul do Adriático, bem como na cordilheira dos Apeninos.

Publicidade