Incêndios terríveis devastam a Rússia, mais de 400 casas destruídas

Uma série de grandes e devastadores incêndios esteve nos últimos dias a devastar a Rússia meridional e o sul da Sibéria. Em Krasnoyarsk já arderam mais de 400 casas.

Com a chegada do primeiro calor da estação ao sul da Rússia, bem como na Sibéria, começa a época dos incêndios. Nos últimos dias, um grave incêndio deflagrou na área de Krasnoyarsk, no sul da Sibéria, provocando a destruição e incineração de mais de 400 casas, que foram completamente consumidas pelas chamas. O grave incêndio, infelizmente, causou também cinco mortes, bem como vários feridos e evacuados na área.

Segundo consta, o incêndio começou num grande complexo industrial no sul da Sibéria, e a partir daí, através do vento, propagou para as aldeias vizinhas. Tanto quanto se sabe, as autoridades russas informaram que o vasto incêndio está a alastrar a mais de 16 povoações. Na área, conhecida entre várias coisas pelo seu processamento de madeira, arderam várias serrações industriais, assim como um jardim de infância e muitos edifícios, segundo relatado pelo ministério da situação de emergência da região.

Nas últimas semanas, no entanto, vários fogos tinham atingido o sudoeste da Sibéria, no oblast de Omsk, onde foram relatados danos extensos. Outros incêndios florestais, também em finais de abril, afetaram outras áreas da Sibéria, tais como a República da Buriácia, Rússia, em áreas da Sibéria central, oriental e ocidental. Muitas vezes o clima seco e a ausência de precipitação podem facilitar o desenvolvimento destes incêndios.