tempo.pt

Erupção vulcânica: cientistas avisam do perigo debaixo do Oceano Pacífico

Cientistas estão a alertar sobre um risco debaixo do Oceano Pacífico. O alerta vai para a possibilidade de uma grande erupção vulcânica submarina. Entenda os verdadeiros riscos e o que se sabe.

vulcão
Quais os reais riscos de uma erupção de um vulcão subaquático no Oceano Pacífico?

O nome do grande e remoto vulcão subaquático é Ahyi Seamount que se encontra a cerca de 4 mil milhas a oeste de Honolulu. Este vulcão fica nas profundezas do Oceano Pacífico, e por ser muito inacessível, causa muitas incertezas como por exemplo, se está em erupção.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos Geofactory, localizado na comunidade das Ilhas Marianas do Norte, relatou na segunda-feira 14 de novembro, que diversas indicações apontavam para o início de uma atividade de erupção do grande vulcão.

Se um grande vulcão entrar em erupção nas profundezas do oceano, quais seriam os riscos de gerar outros fenómenos como por exemplo um tsunami?

Vale a pena realçar, no entanto, que estas indicações de que o vulcão teria começado a entrar em erupção surgiram já em meados de outubro, quando sensores hidroacústicos localizados na Ilha de Wake, começaram a registar sinais consistentes com a possível atividade eruptiva.

O que se sabe sobre o vulcão

Ahyi Seamount é um vulcão remoto e enorme, tendo formato cónico que se eleva a 259 pés da superfície do mar, localizado nas Ilhas Marianas do Norte que estão a cerca de 4 mil milhas a oeste de Honolulu.

Inclusive, o vulcão subaquático faz parte do Arco Vulcânico das Marianas. Para quem não sabe, é uma cadeia com mais de 60 vulcões ativos que se estende por mais de 600 milhas a oeste e até paralela à Fossa das Marianas, sendo considerado o ponto mais profundo do mundo.

Uma análise combinada de sinais com dados de estações sísmicas em Guam e no Japão em colaboração com investigadores no Tahiti, sugeriu que a fonte da atividade está no vulcão Ahyi Seamount ou próximo dele.

No dia 06 de novembro, através de imagens de satélite foi possível ver uma descoloração na superfície do Oceano Pacífico na região do vulcão, o que claro, chamou a atenção dos investigadores que vigiam estes pontos remotos do planeta.

vulcão
O monte submarino Ahyi é um de uma longa cadeia de montes submarinos no extremo norte das Ilhas Marianas do Norte. Fonte: NOAA

A descoloração da água sobre o vulcão subaquático foi observada períodos antes de alguma atividade, o que sugeriu desta vez também que algo estava a acontecer. Contudo, os cientistas relatam que enquanto os sinais hidroacústicos continuam até hoje, o número de eventos detetados tem vindo a diminuir.

Qual o risco de uma erupção visível?

Segundo informações do Geofactory, apesar das atividades subaquáticas e da descoloração da água em superfície, não há nada que sugira, de facto, que a erupção vulcânica se intensificará a ponto de se tornar visível e, principalmente trazer riscos para desencadear algo pior.

No entanto, como existem muitas incertezas sobre o vulcão que é bastante inacessível, os velejadores devem evitar a área mais próxima. Isto porque não há estações de monitorização locais que estejam tão próximas do Ahyi Seamount, o que claro, acaba por limitar a capacidade de deteção e caracterização de distúrbios vulcânicos por lá.