StoreWindows10

Em fevereiro início da chuva – mudança de regime

O mês de fevereiro de 2018 foi considerado ainda um mês seco apesar da chuva que começou a cair após um período longo de dez meses com valores de precipitação inferiores ao normal.

Teresa Abrantes Teresa Abrantes 17 Mar. 2018 - 11:43 UTC
Chuva começou em final de fevereiro.

Durante maior parte do mês de fevereiro o tempo manteve-se seco, sem ocorrência de precipitação, predominantemente  devido à ação de regiões de altas pressões que originavam circulações de leste ou de norte sobre o território.

Mudança de regime

A  mudança de regime ocorreu no final do mês de fevereiro, a partir do dia 27, em que as massas de ar que passaram a atingir o território já não eram de leste ou de norte, mas sim do quadrante sudoeste, devido à aproximação de depressões sobre o Atlântico com sistemas frontais e linhas de instabilidade associados.

Esta mudança de regime tem-se mantido nas primeiras semanas de março com continuação de dias chuvosos em Portugal.

Precipitação

Foi no final do mês de fevereiro, que começou a ocorrer precipitação significativa no continente devido à aproximação da tempestade Emma com um sistema frontal associado que atravessou o território.

Nos dias 27 e 28 registou-se chuva forte e neve intensa no território. Em Trás-os-Montes ocorreu chuva com congelação, que é um fenómeno  pouco frequente em Portugal e que consiste na congelação da chuva sobre estruturas que se encontram a temperaturas negativas.

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o maior valor da quantidade de precipitação que se registou em 24 horas foi de 78.0 mm em Estremoz no dia 28.

O valor médio da quantidade de precipitação no mês de fevereiro foi de 65.6 mm, que é cerca de 65 % do normal, classificando-se este mês como seco.

De referir que foi o 11º mês consecutivo com valores de precipitação inferiores à média. Nos últimos 30 anos, apenas em 8 anos o valor médio da quantidade de precipitação em fevereiro foi superior ao valor normal (1971-2000).

Precipitação mensal entre junho de 2016 e fevereiro de 2018 e respetivos valores médios 1971-2000 (Fonte: IPMA).

Monitorização da Seca – Índice PDSI

O índice meteorológico de seca PDSI é calculado pelo IPMA para monitorização da situação de seca. De acordo com este índice, no final de fevereiro, a situação de seca meteorológica mantinha-se em quase todo o território apesar de se ter verificado um desagravamento da seca extrema.

No entanto ainda cerca de 84% do território estava no fim de fevereiro em seca severa e extrema ( seca extrema:  01%; seca severa: 83%; seca moderada: 11%; seca fraca: 04% ).

Temperatura do ar

Ainda segundo o IPMA, o mês de fevereiro classificou-se como muito frio. O valor médio da temperatura média do ar foi de 8.56°C, valor inferior ao normal em 1.42°C, sendo o 3º mais baixo desde 2000.

Desde 1931 só em cerca de 20% dos anos é que ocorreram valores da temperatura média inferiores aos deste mês.

O valor médio da temperatura mínima do ar foi de 3.15 °C, valor inferior ao normal em  2.42°C, sendo o 9º valor mais baixo desde 1931 e o 3º mais baixo desde 2000. O valor médio da temperatura máxima do ar foi de 13.96°C, inferior ao normal em 0.42°C.

Em relação aos valores extremos registados, o menor valor da temperatura mínima diária registou-se em Lamas de Mouro no dia 24 , -8.6°C, e o maior valor da temperatura máxima diária foi de 22.4°C em Alcácer do Sal e Castro Marim no dia 20.  

Publicidade