tempo.pt

Semana de nuvens e contrastes térmicos, com perspetiva de chuviscos

Após um fim de semana bastante quente, a descida térmica prevista confirmou-se. E agora? Voltará o calor tórrido ou esperamos algo diferente para esta semana? Tudo indica que a chuva poderá regressar. Confira tudo aqui!

praia; nuvens; ameno; fresco
Após o calor tórrido dos últimos dias, esta semana prevê-se bem distinta, sobretudo no litoral a norte do Cabo Raso, com períodos de céu muito nublado durante a maioria das jornadas. Além disso, a chuva poderá regressar no curto prazo.

Após um fim de semana de muito calor, de tempo estável e soalheiro em todo o país, com temperaturas excessivamente elevadas a cobrir a totalidade do território, salientando-se o litoral Norte que competiu com o sul do país pela primeira vez esta temporada no que aos valores registados pelos termómetros diz respeito (cerca de 40 ºC em distritos como Porto e Braga), o maior destaque para estes próximos dias será a descida das temperaturas, mais destacada nas regiões do interior e no sotavento algarvio e o regresso da chuva ao norte do país.

Avisos por tempo quente dissipam-se e a chuva regressa

Por agora, no que resta desta segunda-feira teremos um tempo estável em todo o país, com exceção do litoral a norte do Cabo Raso, com o céu a ficar bastante condicionado por períodos de grande nebulosidade. Os valores diurnos térmicos atingiram os 33 ºC em Trás-os-Montes (Bragança), 31 ºC na Beira Alta (Guarda) e 36 ºC na Beira Baixa (Castelo Branco), regiões cujo aviso amarelo por risco moderado de temperatura máxima extrema ainda vigora. No Alentejo e Algarve, as máximas superam ligeiramente os 30 ºC.

No resto do país, além da presença quase contínua da nebulosidade, as máximas giram em torno dos 21/22 ºC no litoral Norte (Viana do Castelo e Porto) e nalguns pontos do litoral Centro. Em capitais distritais do interior Norte ou Centro, como Braga e Coimbra os valores chegam até 27 ºC. Em Lisboa, ficará pelos 24 ºC.

Nesta terça-feira (20), prevemos algumas mudanças. A passagem de uma pequena depressão estimulará o retorno de suave instabilidade em pontos do litoral Norte e Centro, sob a forma de precipitação fraca. Além disso, o vento de Noroeste também soprará com relativa intensidade nestas áreas. As temperaturas vão, de um modo geral, registar uma pequena descida, exceto em Lisboa, Leiria, Santarém e Faro.

Na quarta-feira teremos um dia de contrastes. Embora se preveja subida das temperaturas para todo o país, teremos um ambiente claramente preenchido por céu nublado na faixa costeira a norte do Cabo Raso, bem como em pontos do Vale do Douro e da Beira interior, a destoar da calma e do sol que brilhará pelas regiões de Trás-os-Montes, Alentejo e Algarve, sobretudo. Não se descarta a eventual ocorrência de chuviscos neste dia nas áreas mais próximas ao mar.

Uma boa porção do território acumulará chuva ao longo dos próximos dias, especialmente a partir de quinta-feira. Afetará sobretudo o litoral a norte do Cabo Raso.

Entre quinta e sexta-feira, os chuviscos insistirão em cair no Norte

Se se cumprirem as nossas previsões (ECMWF), a aproximação de um centro de baixas pressões proveniente do Atlântico, que afetará sobretudo a França e as Ilhas Britânicas, deixará entre quinta e sexta-feira alguns chuviscos no norte do país, em concreto nos distritos de Viana do Castelo, Braga e Porto, não se descartando que posteriormente se estendam a mais regiões.

Espera-se chuva fraca entre quinta e sexta-feira, vestígios de uma frente associada à depressão que afetará Ilhas Britânicas e França. Além disso, as temperaturas voltarão a registar uma descida, com valores portanto, bem longe dos registados no passado fim de semana.

A chuva cairá fraca, originada essencialmente desde os vestígios remanescentes da frente pouco ativa associada à mencionada depressão. Na quinta-feira ainda teremos um dia relativamente semelhante ao anterior, mas na sexta, o panorama de nebulosidade arrasta-se às restantes regiões do país. Além disso, esperamos também uma descida térmica mais significativa. As máximas só vão superar os 30 ºC no Baixo Alentejo e no Algarve, não passando dos 20 ºC no Alto Minho.

Fim de semana com alguma oscilação térmica

Para sábado prevê-se um ambiente semelhante, com eventual ocorrência de chuviscos para as mesmas zonas. Durante o fim de semana, os termómetros deverão registar sobe e desce das temperaturas, com maior destaque para as mínimas que, no sábado diminuem de forma significativa. Para domingo, o tempo registará mais alterações, com novo volte-face térmico, prevendo-se aumento das máximas. Ainda assim, bem longe dos 40 ºC registados no passado fim de semana.