tempo.pt

Grave terramoto atinge Sichuan, na China, matando dezenas de pessoas

Um forte terramoto de magnitude 6,6 atingiu a China nesta segunda-feira (05), matando dezenas de pessoas e ferindo centenas. Edifícios desmoronaram e tremores secundários continuam a causar danos nesta terça-feira (06).

Grave terremoto atinge Sichuan, na China, matando dezenas de pessoas
Um terramoto de magnitude 6,6 atingiu a China nesta segunda-feira, matando dezenas de pessoas e ferindo centenas. Tremores secundários continuam. (imagens: Twitter / Reprodução / Getty Images)

Um forte terramoto, de magnitude 6,6 na escala Richter, atingiu a China nesta segunda-feira (05). O abalo sísmico ocorreu por volta das 13h locais. A província de Sichuan, localizada no sudoeste do país, foi gravemente afetada.

De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o epicentro do terramoto foi 43 quilómetros a sudeste de Kangding, uma cidade com cerca de 100 mil habitantes e ocorreu a 10 km de profundidade.

Até ao momento de publicação, já tinham sido relatados 65 mortos e 248 feridos, enquanto 12 pessoas continuavam desaparecidas.

Tremores secundários ainda estão a ser sentidos nesta terça-feira (06), e estima-se que mais de um milhão de habitantes em regiões vizinhas também tenham experienciado tremores moderados após o terramoto principal.

As autoridades chinesas decretaram alerta de emergência nível 3 e equipas de resgate foram enviadas para auxiliar as vítimas e limpar estradas que ficaram bloqueadas por deslizamentos de terra durante o terramoto.

Imagens e vídeos divulgados na Internet mostram edifícios severamente danificados. Prédios inteiros desmoronaram, deixando apenas pilhas de destroços. Escolas e estabelecimentos de comércio também sofreram danos graves e o seu serviço ficou temporariamente interrompido.

Terramotos são rotina em Sichuan, na China

A província de Sichuan é a quarta maior da China e possui cerca de 84 milhões de habitantes. Nos últimos meses, o local passou por uma onda de calor histórica (a mais intensa dos últimos 60 anos) e secas recorde que afetaram severamente os seus habitantes.

Além disso, a província está localizada numa área propensa a terramotos devido à falha de Langmenshan, uma formação geológica que atravessa as montanhas de Sichuan. Foi neste mesmo local que um terramoto devastador, de magnitude 7,9 na escala Richter, tirou a vida de 90 mil pessoas em 2008, um dos terramotos mais graves da História.

Além disso, outro terramoto de magnitude 6,0 atingiu Sichuan no ano passado, tendo matado três pessoas e ferido pelo menos 60. De momento, equipas de resgate continuam a trabalhar no local, e é possível que o número relatado de mortos e feridos aumente.