StoreWindows10

Tempo no Verão de 2018: Como será?

Já aí está o Verão, com os seus modelos de previsão e os seus mapas sazonais, a projetar e a antecipar as tendências do tempo que teremos. Analisamos aqui os modelos que nos parecem mais fiáveis.

Alfredo Graça Alfredo Graça 23 Jun. 2018 - 13:09 UTC
Chegou o Verão! Como estará o tempo segundo as previsões sazonais?

E aí está o verão! Há dois dias foi o solstício de verão e também o maior dia do ano! A nova estação vai alargar-se por 91 dias e 15 horas, até 23 de Setembro. Neste espaço de tempo, muitos terão dias de descanso e de lazer na praia, na montanha, no campo ou na cidade, e em todos estes planos de férias, o estado de tempo e por isso a meteorologia serão fundamentais.

Os principais modelos e agências de previsão do tempo já fizeram as projeções (experimentais) das previsões sazonais. Este verão de que será feito? De ondas de calor ou será fresquinho?

O verão de acordo com o ECMWF

O modelo de previsão do Centro Europeu (ECMWF), aponta para um verão com temperaturas normais. Junho vai acabar, de acordo com as previsões, a ser um mês fresco em Portugal, depois de um arranque estonteante com temperaturas altas e muito sol, à exceção dos últimos dias pautados por aguaceiros e tempestades.

Para Julho, inicialmente, prevê-se uma tendência “fresca”, tendo em conta os últimos dias de Junho. As temperaturas previstas serão normais de acordo com a época do ano que se vive, pelo menos em dois terços de Portugal. Apenas nas Regiões Centro e Sul, especialmente no Algarve, as temperaturas estarão neste mês ligeiramente inferiores ao normal (-0,25 ºC). No entanto, estas previsões não nos livram do calor, que será imenso! Os guarda-chuvas raramente serão necessários, exceto em casos pontuais de locais com maior altitude.

Segundo o ECMWF, em Agosto, as temperaturas vão de encontro ao esperado na extensão continental Portuguesa. Durante o mês de setembro, o Algarve estará previsivelmente ligeiramente mais frio tal como o litoral do Oeste (especialmente Beja e Setúbal).

A precipitação será, como sempre, pouca durante o mês de agosto e as temperaturas à superfície do Oceano Atlântico estarão normais no Norte Litoral e ligeiramente mais frias do que o normal, quer nas costas sul e ocidental algarvia quer na extensão do litoral até Lisboa, numa tendência Sul-Norte. As ilhas dos Açores e da Madeira terão um quadro meteorológico que irá mais ou menos de encontro à média quer de temperaturas, quer de pluviosidade que sempre tem tido nos últimos anos, em termos climatológicos.

As previsões da NOAA são similares

A agência norte-americana NOAA, através do modelo CFS, prevê a mesma matriz da agência europeia de previsão do tempo para os meses que aí vêm. Os mapas norte-americanos antecipam um mês de julho com temperaturas normais em Portugal, à exceção do Sul Português com temperaturas de 1 ºC a 2 ºC inferiores ao normal.

Quanto à precipitação, ela não será muito incomodativa, enquadrando os seus valores naqueles que são considerados os parâmetros normais. Quanto às temperaturas em agosto e setembro as tendências serão muito semelhantes. A precipitação não será muita em território continental, mas ela vai acontecer e será mais marcante no extremo Norte da Península Ibérica. Afetará aliás, sobretudo o Noroeste Minhoto e Trás-os-Montes.

Na Região Centro pouca precipitação acima da média haverá nestes meses e na Região Sul, ela estará ausente de acordo com os mapas norte-americanos que seguem a tendência do modelo europeu. Veremos como termina o verão, previsivelmente com aguaceiros, temperaturas altas e humidade tropical...

Publicidade