Espanha: Gota fria já fez sete mortos e inúmeros estragos

A vaga de tempo instável provocado pela gota fria causou inúmeros danos e sete vítimas mortais no sudeste espanhol. Aqui estão os vídeos mais impressionantes, incluindo o de um túnel ferroviário totalmente inundado e transformado num rio.

Lorenzo Pasqualini Lorenzo Pasqualini Alfredo Graça 18 Set. 2019 - 22:13 UTC

Espanha vai recordar durante muito tempo o prolongado episódio de chuvas torrenciais da última semana (setembro 2019). Nestes últimos dias, um temporal causado pela passagem devastadora de uma Gota Fria (DINA), abateu-se sobre o sudeste de Espanha nas províncias de Valencia, Alicante, Murcia, e noutros locais como Madrid e Albacete. Em alguns locais, em apenas 24 horas, as chuvas superaram 300 l/m2! Os efeitos nestes territórios são pesadíssimos: 7 vítimas mortais, milhares de pessoas desalojadas e áreas totalmente cobertas de água.

A ferrovia transformou-se num autêntico rio e o túnel numa espécie de tubo enorme. O mesmo aconteceu num túnel da rodovia AP-7. As equipas de resgate tiveram de retirar os condutores usando barcos de borracha e motas de água.

Até agora, tinham sido registadas seis vítimas mortais mas ontem, o cadáver de um holandês de 66 anos desaparecido no último domingo durante as severas inundações no sudeste de Espanha foi encontrado esta terça-feira, subindo para sete o número de mortos causados por este episódio extremo de chuvas torrenciais.

Segundo declarações do porta-voz da autarquia de Alicante “O corpo de um cidadão holandês desaparecido foi encontrado”, tendo sido esta uma das províncias mais afetadas pelas inundações. As autoridades espanholas já estavam à procura do cidadão holandês desde domingo, quando foi arrastado pela água num canal no município de Dolores. O corpo foi encontrado na aldeia de San Fulgencio, “a seis quilómetros de onde tinha desaparecido”, de acordo com a mesma fonte.

Para além das mortes provocadas, as chuvas torrenciais obrigaram a evacuar de suas casas milhares de pessoas, isolaram aldeias inteiras e cortaram estradas e caminhos-de-ferro.

As regiões mais afetadas foram Valência, onde se situa a província de Alicante, e Múrcia (sudeste), enquanto a Andaluzia (sul), Castela-Mancha e Madrid (centro) foram menos afetadas. Acima, o vídeo de inundações em Arganda del Rey, na comunidade de Madrid.

Publicidade