tempo.pt

As primeiras imagens marcantes captadas pelo Perseverance em Marte

Finalmente e com sucesso, na passada quinta-feira, 18 de fevereiro, o rover Perseverance da NASA aterrou na cratera Jezero, e já nos enviou várias imagens! Acompanhe as suas atividades e o passo a passo sobre o misterioso planeta vermelho.

Perseverance em Marte
Primeira imagem a cores de alta resolução enviada pelas Hazard Cameras (Hazcams) na parte inferior do veículo Perseverance Mars da NASA, depois da sua aterragem a 18 de fevereiro de 2021. Foto: NASA / JPL-Caltech

O rover Perseverance é o quinto robot de investigação que a NASA fez aterrar em Marte, depois de Sojourner, Spirit, Oportunity e Curiosity. O Perseverance já está em solo marciano e aí passará os próximos anos, em busca de sinais de vida numa missão histórica. O maior e mais avançado rover que a NASA já enviou para outro mundo, aterrou em solo marciano após uma viagem de 203 dias, tendo percorrido 472 milhões de quilómetros.

Até agora tudo correu como planeado, o robot aterrou de pára-quedas este 18 de fevereiro de 2021 na cratera Jezero (de 45 km de largura), no extremo ocidental de Isidis Planitia, às 20h55 (hora portuguesa). A confirmação da aterragem bem sucedida em Marte foi anunciada no controlo da missão no Jet Propulsion Laboratory da NASA (JPL), no sul da Califórnia.

Jezero é uma bacia de impacto gigante a norte do equador marciano, a cratera poderá ter sido um oásis no seu passado distante. Há cerca de 3 a 4 mil milhões de anos atrás, um rio fluiu para um corpo de água do tamanho do Lago Tahoe, depositando sedimentos cheios de minerais de carbonite e argila. Os cientistas acreditam que este antigo delta do rio pode ter recolhido e preservado moléculas orgânicas e outros potenciais sinais de vida microbiana, pelo que enviaram para lá o Perseverance.

A primeira imagem

O rover Perseverance Mars da NASA enviou as suas primeiras imagens desde a superfície do Planeta Vermelho, procedentes das Hazard Cameras (Hazcams), nas quais a superfície granular da cratera Jezero pode ser vista. A NASA publicou nas suas redes sociais uma primeira imagem a preto e branco tirada pelo Perseverance, apenas alguns minutos depois da sua aterragem perfeita. A mensagem que acompanhava a fotografia era: "Olá, mundo. O meu primeiro olhar sobre a minha casa para sempre".

A visão de uma das câmaras está parcialmente escurecida por poeira, e as capas de protecção transparentes destas câmaras ainda estão no seu lugar. Estas primeiras imagens são versões de baixa resolução conhecidas como "miniaturas". As versões de maior resolução vão estar disponíveis posteriormente.

Perseverance em Marte
Primeira imagem publicada pela NASA este 18 de fevereiro de 2021, captada pelo rover Perseverance a 15 minutos da sua chegada a Marte. Nela vê-se a superfície granulosa da cratera Jezero. Foto: NASA/JPL-Caltech

Em alta resolução

Ao contrário dos rovers anteriores, a maioria das câmaras da Perseverance capta imagens a cores. Após a aterragem, duas das Hazcams captaram vistas da parte dianteira e traseira do rover, mostrando uma das suas seis rodas na superfície marciana.

Perseverance em Marte
Esta imagem de alta resolução, mostra uma das seis rodas a bordo do Perseverance. Crédito: NASA / JPL-Caltech

Menos de um dia depois da aterragem bem sucedida do rover Perseverance em Marte, engenheiros e cientistas estavam a trabalhar arduamente, à espera das próximas transmissões do robot. À medida que os dados foram chegando, transmitidos por várias naves espaciais em órbita do planeta vermelho, a equipa do Perseverance ficou aliviada ao ver os relatórios de saúde do rover, que mostraram que tudo parecia estar a funcionar como esperado.

O momento chave

O rover Mars Curiosity da NASA enviou um filme em stop-motion da sua descida, as câmaras do Perseverance destinam-se a captar vídeos da sua aterragem, e esta nova imagem estática foi obtida a partir dessa filmagem.

Perseverance em Marte
Esta imagem estática de alta resolução é parte de um vídeo gravado por várias câmaras, quando o Perseverance aterrou em Marte. Uma câmara a bordo da fase de descida captou isto. Crédito: NASA / JPL-Caltech

A câmara do High Resolution Imaging Experiment (HiRISE) captou o rover Perseverance durante a descida para Marte. A imagem foi tirada a 18 de fevereiro de 2021 pelo HiRISE a bordo do Mars Reconnaissance Orbiter. Pode ser vista a fase de descida do Perseverance a cair pela atmosfera marciana, com o seu pára-quedas por detrás. Utilizou uma câmara especial de alta resolução para capturar a nave espacial que navegava em direção à cratera Jezero, (de facto, o HiRISE fez o mesmo com o Curiosity em 2012).

Perseverance a chegar a solo marciano
HiRISE captou o rover Perseverance durante a descida para Marte. Créditos: NASA / JPL-Caltech / Universidade do Arizona.

O antigo delta do rio, que é o objetivo da missão Perseverance, pode ser visto a entrar na cratera Jezero pela esquerda. HiRISE estava a aproximadamente 700 km do Perseverance, e estava a viajar a aproximadamente 3 km/s na altura em que a imagem foi captada.

A extrema distância e as altas velocidades das duas naves espaciais eram condições desafiantes que exigiam um timing preciso, para tal, o Mars Reconnaissance Orbiter teria de se inclinar para cima e rodar com força para a esquerda, para que o HiRISE pudesse ver o Perseverance no momento certo!

A missão do orbitador é liderada pela JPL, uma divisão da Caltech que gere a Mars Reconnaissance Orbiter para a Direção de Missões Científicas da NASA em Washington. A Lockheed Martin Space, em Denver, construiu a nave espacial. A Universidade do Arizona forneceu e opera o HiRISE.

O que se segue?

Espera-se que o Perseverance passe 687 dias terrestres (dois anos terrestres equivalem a um ano marciano) a explorar esta cratera e a recolher amostras valiosas, que serão armazenadas em tubos especiais para serem levadas de volta à Terra numa missão subsequente. A NASA e a Agência Espacial Europeia estão a planear uma campanha de regresso das amostras de Marte para que as possam investigar com instrumentos maiores e mais complexos. Os cientistas esperam que estas amostras com um enorme trabalho de investigação e análise efetuado, os ajude a responder à questão de saber se alguma vez existiu vida no nosso planeta vizinho.

A missão Mars 2020 faz parte de um programa mais amplo, que inclui missões à Lua como forma de preparação para a exploração humana do Planeta Vermelho. O Perseverance vai caracterizar a geologia do planeta e o clima passado, abrindo o caminho para a exploração por humanos.